Efeitos do antidepressivo cloridrato de fluoxetina na integridade histológica dos túbulos seminíferos de ratos adultos

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorCâmara, Marina Luiza-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T21:36:16Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T21:36:16Z-
Data de envio: dc.date.issued2015-03-23-
Data de envio: dc.date.issued2015-03-23-
Data de envio: dc.date.issued2013-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/118463-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/118463-
Descrição: dc.descriptionA fluoxetina, pertencente à classe dos inibidores da recaptação seletiva de serotonina, é um dos antidepressivos mais amplamente prescritos para o tratamento da depressão e de transtornos da ansiedade, como o transtorno obsessivo compulsivo. Considerando que, dentre os efeitos colaterais causados pela fluoxetina, têm sido relatados distúrbios na função sexual masculina, foi proposto avaliar a ação deste fármaco sobre a integridade morfológica dos túbulos seminíferos. Foram utilizados 16 ratos adultos, distribuídos em 2 grupos: grupo fluoxetina (GF) e grupo controle (GC). Os animais do GF receberam injeções intraperitoneais de fluoxetina (20mg/Kg) e os animais do GC receberam água destilada. O tratamento se estendeu por 11 dias consecutivos e, ao final do tratamento, foram obtidos os pesos corpóreo e testicular dos animais. Os testículos foram fixados e processados para inclusão em historesina e parafina. Nos cortes de historesina, as frequências de túbulos de acordo com o estágio do ciclo do epitélio seminífero e de túbulos seminíferos contendo células descamadas preenchendo a luz tubular foram obtidas, bem como os seguintes parâmetros morfométricos: área tubular total, área da luz tubular e área do epitélio seminífero. Os cortes em parafina foram submetidos ao método do TUNEL para detecção de morte celular. Os níveis séricos de testosterona também foram avaliados. Os resultados foram submetidos à análise estatística para avaliação das diferenças entre os grupos. O tratamento com fluoxetina causou redução significante do peso corpóreo dos animais e redução, embora não significante, do peso testicular absoluto. Além disso, uma redução significante nos níveis séricos de testosterona foi observada nos animais do GF. Os túbulos seminíferos apresentaram contorno irregular, depleção celular e intensa desorganização epitelial, bem como a presença de vacúolos e ...-
Formato: dc.format54 f-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectFluoxetina-
Palavras-chave: dc.subjectAntidepressivos-
Palavras-chave: dc.subjectMorfometria-
Palavras-chave: dc.subjectMorphometry-
Título: dc.titleEfeitos do antidepressivo cloridrato de fluoxetina na integridade histológica dos túbulos seminíferos de ratos adultos-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.