Análise do comportamento térmico de paredes de madeira

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorAlmeida, José Augusto Polete Lemos de-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T21:35:13Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T21:35:13Z-
Data de envio: dc.date.issued2015-03-23-
Data de envio: dc.date.issued2015-03-23-
Data de envio: dc.date.issued2013-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/117990-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/117990-
Descrição: dc.descriptionThis study consists in the observation and evaluation of the thermal behavior and distribution of wood composite walls, MDF – Medium Density Fiberboard, HDF – High Density Fiberboard, OSB – Oriented Strand Board and EGP – Edge Glued Panel. This study had the objective to present the experimental thermal behavior and to verify which one fit the thermal comfort standards for human labor For this work, was developed a thermal chamber, with one interchangeable side, so the wall prototypes would fit for each experiment. We studied walls made of MDF, HDF, OSB and EGP, which one had its own distinct behavior due to the panel construction. The EGP wall had shown the most reliable material for this usage at high temperatures. With this work, it was demonstrated the importance of choice for the right material and construction method for wooden composite walls, because if they were scaled poorly, the people exposed to them would be uncomfortable by the proportionate environment, and the costs for a resizing would be too high-
Descrição: dc.descriptionEste trabalho consiste na observação e avaliação do comportamento térmico de diferentes tipos de paredes constituídas em sua maior parte por madeira MDF – Medium Density Fiberboard,HDF - High Density Fiberboard, OSB – Oriented Strand Board e EGP – Edge Glued Panel). Teve-se como objetivo apresentar o comportamento térmico experimental destas paredes e materiais e quais se adéquam aos padrões de conforto térmico para o trabalho humano. Para a realização deste trabalho foi desenvolvido uma câmara térmica, onde um dos lados é intercambiável, para que os protótipos de paredes em estudos pudessem ser encaixados para os experimentos. Foram estudadas paredes constituídas de MDF, HDF, OSB e EGP, as quais tiveram comportamentos distintos devido as suas características construtivas. Utilizou-se ainda neste trabalho termopares e câmera termovisora para captação dos resultados. O EGP se mostrou como material de mais confiabilidade para conforto térmico nos testes ao ser submetido à alta temperatura. Com este trabalho ficou demonstrado a importância da escolha dos materiais e métodos para a construção de paredes em madeira, pois caso estas sejam dimensionadas de modo errado, o conforto das pessoas que estarão expostas ao ambiente proporcionado pela construção será ruim e o preço para adequação posterior ao térmico da construção será elevado-
Formato: dc.format64 f.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectMadeira - Propriedades térmicas-
Palavras-chave: dc.subjectParedes-
Palavras-chave: dc.subjectPaineis de parede-
Palavras-chave: dc.subjectConforto termico-
Palavras-chave: dc.subjectCalor transmissão-
Título: dc.titleAnálise do comportamento térmico de paredes de madeira-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.