Efeito da microabrasão e do clareamento dental na rugosidade superficial e microdureza do esmalte dental: estudo longitudinal ‘in situ’

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorFranco, Laura Molinar-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T21:28:03Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T21:28:03Z-
Data de envio: dc.date.issued2015-03-03-
Data de envio: dc.date.issued2015-03-03-
Data de envio: dc.date.issued2014-02-21-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/116016-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/116016-
Descrição: dc.descriptionFundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)-
Descrição: dc.descriptionProcesso FAPESP: 12/06271-3-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Odontologia - FOA-
Descrição: dc.descriptionO objetivo deste trabalho in situ foi avaliar se a associação da microabrasão do esmalte com o clareamento dental causaria danos às propriedades do esmalte dental microabrasionado, através dos testes de rugosidade superficial, de microdureza do esmalte dental e de microscopia eletrônica por varredura. Os fatores em estudo foram: técnicas em 5 níveis: controle, microabrasão (Opalustre – Ultradent Products Inc. Utah, USA), clareamento dental (Opalescence Boost PF 38 % - Ultradent Prodcuts Inc. Utah, USA) e a associação dos dois procedimentos (imediata e tardia); assim como o tempo de manutenção dos espécimes in situ: 0, 1, 3, 7 dias. As variáveis de resposta foram microdureza e a rugosidade superficial. Foram utilizados 50 dentes bovinos hígidos, seccionados em discos de esmalte/dentina com 5,7mm de diâmetro. Os espécimes selecionados foram aleatoriamente divididos em 5 grupos de estudo (n=10): Grupo Controle + 0, 1, 3, 7 dias in situ; GI Clareamento + 0, 1, 3, 7 dias in situ; GII Microabrasão + 0, 1, 3, 7 dias in situ; GIII Microabrasão + Clareamento + 0, 1, 3, 7 dias in situ e GIV Microabrasão + 0, 1, 3, 7 dias in situ + Clareamento. Os resultados foram submetidos à análise de variância de dois fatores (ANOVA) para medidas repetidas, seguidas pelo teste de Tukey a 5%. Foi observado que a rugosidade superficial do esmalte dental não foi alterada pela realização do clareamento dental com/sem período in situ, mas foi significativamente influenciada pela realização da microabrasão associada ou não com o clareamento dental, com/sem período in situ. Já a microdureza do esmalte dental, em uma comparação entre grupos, sofreu redução significativa nos grupos onde a microabrasão do esmalte foi realizada, independente da associação com o clareamento dental; sendo que após o período in situ observou-se o reestabelecimento da microdureza...-
Descrição: dc.descriptionThe aim of this in situ study was to evaluate if the association of microabrasion enamel with dental bleaching causes damage to microabrasioned enamel properties, through the surface roughness, hardness of dental enamel and scanning electron microscopy tests. The factors under study were: procedure on 5 levels: control, microabrasion (Opalustre - Ultradent Products Inc. Utah, USA), dental bleaching (Opalescence Boost PF 38 % - Ultradent Prodcuts Inc. Utah, USA) and the association of the two procedures (immediate and late), as well as the maintenance time of the specimens in situ: 0, 1, 3, 7 days. The response variables were microhardness and surface roughness. Fifty healthy bovine teeth were used, sectioned into discs of enamel/dentin with 5.7 mm diameter. The selected specimens were randomly divided into 5 groups (n=10): control group + 0 , 1 , 3 , 7 days in situ; GI dental bleaching + 0, 1, 3, 7 days in situ; GII Microabrasion + 0, 1, 3, 7 days in situ; GIII Microabrasion + dental bleaching + 0, 1, 3, 7 days in situ and GIV Microabrasion + 0, 1, 3, 7 days in situ + dental bleaching. The results were subjected to two way repeated measures ANOVA for followed by the Tukey test at 5 %. It was observed that the enamel roughness surface was not altered by dental bleaching, with/without in situ period, but was significantly influenced by microabrasion, associated or not with dental bleaching, with/without in situ period; whereas the enamel microhardness, in a comparison between groups, was significantly decreased in the groups where enamel microabrasion was performed, regardless of association with dental bleaching; after the in situ period, there was satisfactory reestablishment of enamel microhardness. It can be conclude that the association of enamel microabrasion with dental bleaching does not cause damage on microabrasioned enamel properties.-
Formato: dc.format90 f : il. + 1 CD-ROM-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectMicroabrasão do esmalte-
Palavras-chave: dc.subjectClareamento dental-
Palavras-chave: dc.subjectEsmalte dentário-
Palavras-chave: dc.subjectTeeth bleaching-
Título: dc.titleEfeito da microabrasão e do clareamento dental na rugosidade superficial e microdureza do esmalte dental: estudo longitudinal ‘in situ’-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.