Atividade anti-inflamatória e antioxidante de flavonoides cítricos em camundongos submetidos a dieta indutora do estado pró-inflamatório

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorFerreira, Paula Souza-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T21:23:08Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T21:23:08Z-
Data de envio: dc.date.issued2015-01-26-
Data de envio: dc.date.issued2015-01-26-
Data de envio: dc.date.issued2014-06-30-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/113840-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/113840-
Descrição: dc.descriptionCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Alimentos e Nutrição - FCFAR-
Descrição: dc.descriptionOxidative stress and inflammation in obesity are associated with the development of chronic diseases such as diabetes mellitus and cardiovascular diseases. The ingestion of diets rich in saturated fatty acids and sugar, but deficient in antioxidants, contributes to adipose tissue accumulation and may lead to increased inflammatory markers in the blood and tissues. Citrus flavonoids have biological properties capable of attenuating oxidative stress and inflammation, protecting against metabolic disorders resulting from obesity and adipose tissue excess. In the present work we assessed the effect of hesperidin, eriocitrin and eriodictyol over inflammation, oxidative stress and the changes resulting from these process in the blood serum, liver, heart and spleen of mice fed a high-fat diet, which contained 45% of calories from fat, for a period of four weeks. Hesperidin, eriocitrin and eriodictyol supplementation efficiently inhibited the increase of serum IL-6, MCP-1 and C-reactive protein, and also the TBARS levels of the liver, caused by high-fat diet ingestion and excessive visceral fat, thus preventing the increase in spleen weight and increasing serum total antioxidant capacity. Eriocitrin and eriodictyol also reduced TBARS levels in the blood serum, while liver fat accumulation and damage were reduced by hesperidin and eriocitrin, and heart weight by hesperidin and eriodictyol. These results show that hesperidin, eriocitrin and eriodictiol have protective effect against inflammation and oxidative stress caused by high-fat diet feeding and visceral obesity, as indicated by reduced liver damage and fat accumulation, and reduced heart and spleen weight, making them good candidates for use in such conditions, in which they could possibly help to prevent cardiovascular diseases ...-
Descrição: dc.descriptionO estresse oxidativo e a inflamação na obesidade estão associados ao desenvolvimento de doenças crônicas, tais como o diabetes mellitus e as doenças cardiovasculares. A ingestão de dietas com alto teor de gorduras saturadas e açúcar, mas deficientes em compostos antioxidantes, contribui para o acúmulo de tecido adiposo e podem levar ao aumento de marcadores inflamatórios no sangue e tecidos. Os flavonoides cítricos possuem propriedades biológicas capazes de atenuar o estresse oxidativo e a inflamação, protegendo contra as desordens metabólicas decorrentes da obesidade e excesso de tecido adiposo. Neste trabalho foi avaliado o efeito da hesperidina, eriocitrina e eriodictiol sobre a inflamação, o estresse oxidativo e alterações no soro, fígado, coração e baço de camundongos induzidos à obesidade com dieta hiperlipídica, contendo 45% de calorias derivadas de lipídios, por quatro semanas. A hesperidina, eriocitrina e eriodictiol inibiram eficientemente o aumento dos níveis séricos de IL-6, MCP-1, proteína C-reativa, e de TBARS no fígado causado pelo consumo da dieta hiperlipídica e excesso de gordura visceral, impedindo o aumento da massa do baço e aumentando a capacidade antioxidante total no soro. A eriocitrina e eriodictiol reduziram também os níveis de TBARS no soro, enquanto o acúmulo de gordura e danos no fígado foram reduzidos pela hesperidina e eriocitrina, e a massa do coração pela hesperidina e eriodictiol. Esses resultados mostram que a hesperidina, eriocitrina e eriodictiol protegem contra a inflamação e estresse oxidativo causados pelo consumo de dieta hiperlipídica e acúmulo de gordura visceral, como indicado pela diminuição dos marcadores inflamatórios, da peroxidação lipídica, esteatose e danos hepáticos, e da massa do baço e coração, sendo bons candidatos para o tratamento das alterações primárias da obesidade, nas quais eles poderiam ajudar a prevenir o desenvolvimento de ...-
Formato: dc.format61 f. : figs.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectObesidade-
Palavras-chave: dc.subjectHesperidina-
Palavras-chave: dc.subjectInflamação-
Palavras-chave: dc.subjectStress oxidativo-
Palavras-chave: dc.subjectOxidative stress-
Título: dc.titleAtividade anti-inflamatória e antioxidante de flavonoides cítricos em camundongos submetidos a dieta indutora do estado pró-inflamatório-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.