Influência da dexmedetomidina associada à atropina sobre os índices globais de perfusão em cães anestesiados com isoflurano submetidos á hemorragia seguida por reposição volêmica com sangue autólogo

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorCândido, Thaísa David-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T21:10:08Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T21:10:08Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-11-10-
Data de envio: dc.date.issued2014-11-10-
Data de envio: dc.date.issued2014-02-14-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/110332-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/110332-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Anestesiologia - FMB-
Descrição: dc.descriptionEarly recognition and treatment of acute intraoperative hemorrhage is seminal for preventing the morbidity and mortality associated with circulating volume losses. On the other hand, dexmedetomidine is an adjuvant anesthetic drug that might aggravate global tissue hypoperfusion induced by acute hemorrage because of its vasopressor effects. This study aimed to evaluate the effects of a constant rate infusion of dexmedetomidine combined with atropine on global perfusion indexes and on other hemodynamic parameters in isoflurane anesthestized dogs that underwent a volume-guided hemorrhage model followed by volume replacement with autologous blood. Eight healthy dogs (19-30 kg) were anesthetized in two occasions with equipotent concentrations (1.3 minimum alveolar concentration) of isoflurne alone (treatment ISO) or isoflurane combined with dexmedetomidine (1.6 μg/kg bolus, followed by 2 μg/kg/h) (treatment ISO-DEX) in a randomized crossover design, allowing 2-week intervals between treatments. Atropine (0,03 mg/kg, IM and 0.01 mg/kg IV) was administered 30 minutes prior to hemorrhage in the dexmedetomidne treatment. Anesthesia was maintained in both treatments under neuromuscular blockade induced by atracurium and volume controlled ventilation (expired tidal volume: 12 mL/kg, positive end-expiratory pressure: 7 cm H2O, respiratory rate: 16-20 mov/min). After recording pre-hemorrhage data (baseline), stepwise withdrawal of 10, 20, and 30% of the estimated blood volume (80 mL/kg) was followed by volume replacement with autologous blood in the same proportion. When compared with baseline values, hemorrhage significantly (P < 0,05) reduced oxygen delivery índex (IDO2) and mixed-venous saturation (SvO2) in both treatments. Although the oxygen extraction ratio (O2ER) was increased (P < 0.05) from baseline during hemorrhage, the anaerobic threshold (point where the oxygen comsumption (IVO2) becomes dependent on the IDO2] was not reached in both ...-
Descrição: dc.descriptionO reconhecimento e o tratamento precoce da hemorragia intraoperatória é primordial para prevenir a morbidade e a mortalidade associada à perda aguda de volume circulante. Por outro lado, dexmedetomidina é um fármaco adjuvante da anestesia que, devido a sua ação vasoconstritora, poderia agravar estados de hipoperfusão regional associados à perda volêmica aguda. Objetivou-se avaliar os efeitos da infusão intravenosa contínua de dexmedetomidina associada à atropina sobre os índices globais de perfusão e sobre outras variáveis hemodinâmicas em cães anestesiados com isoflurano submetidos à hemorragia guiada a volume seguida pela reposição volêmica com sangue autólogo. Oito cães hígidos (19,5-29,2 kg) foram anestesiados em duas ocasiões com concentrações equipotentes (1,3 concentração alveolar mínima) de isoflurano administrado isoladamente (tratamento ISO) ou em associação com a dexmedetomidina intravenosa (bolus de 1,6 μg/kg, seguido por 2 μg/kg/h) (tratamento ISO-DEX) em um delineamento aleatório cruzado, aguardando-se 2 semanas de intervalo entre os tratamentos. A atropina (0,03 mg/kg, IM e 0,01 mg/kg, IV) foi administrada 30 minutos antes da hemorragia no tratamento ISO-DEX. A anestesia foi mantida em ambos os tratamentos sob ventilação com volume controlado (volume corrente: 12 mL/kg, pressão positiva no final de expiração: 7 cm H2O, frequência respiratória: 16-20 mov/min) com bloqueio neuromuscular produzido pelo atracúrio. Após a obtenção dos parâmetros pré-hemorragia (basal), foram retirados 10, 20, e 30% do volume sanguíneo total estimado (80 mL/kg) de forma progressiva, seguido por reposição volêmica com sangue autólogo nas mesmas proporções. Comparativamente ao valor basal, a hemorragia reduziu significativamente (p < 0,05) o índice de transporte de O2 (IDO2) e a saturação venosa mista (SvO2) em ambos os tratamentos. Embora a taxa de extração de O2 (TeO2) tenha se elevado ...-
Formato: dc.format75 f.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectCão - Doenças-
Palavras-chave: dc.subjectAnestesicos - Efeito fisiologico-
Palavras-chave: dc.subjectHemorragia-
Palavras-chave: dc.subjectPerfusão isolada (Fisiologia)-
Palavras-chave: dc.subjectAnesthetics Physiological effect-
Título: dc.titleInfluência da dexmedetomidina associada à atropina sobre os índices globais de perfusão em cães anestesiados com isoflurano submetidos á hemorragia seguida por reposição volêmica com sangue autólogo-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.