Prática diária dos agentes comunitários de saúde: dificuldades e limitações da assistência

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorBaralhas, Marilisa-
Autor(es): dc.creatorPereira, Maria Alice Ornellas-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T21:08:53Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T21:08:53Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-10-01-
Data de envio: dc.date.issued2014-10-01-
Data de envio: dc.date.issued2013-06-01-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.1590/S0034-71672013000300009-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/109825-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/109825-
Descrição: dc.descriptionThis qualitative study aimed to identify difficulties experienced by Community Health Agents (CHA) in the course of daily practice of care. Data were collected from semi-structured interviews with twelve CHA from four Basic Health Units in a city of the state of São Paulo, Brazil. From an analysis of the speech of subjects, we found that the deficiency of health services, the workload of the nurses responsible for the team and the service rejection by users make it difficult to implement the health actions. This research emphasizes the limitations expressed by the health agents, and points towards the necessity of an evolving discussion of this theme, seeking strategies that enable the consolidation of community health principles.-
Descrição: dc.descriptionO presente estudo, de natureza qualitativa, objetivou conhecer as dificuldades sentidas pelos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) no exercício da prática diária da assistência. Os dados foram coletados por meio de entrevista semiestruturada com doze ACS de quatro Unidades Básicas de Saúde de um município do estado de São Paulo. A partir dos discursos dos sujeitos, constatou-se que a carência de ações resolutivas nos serviços de saúde, a sobrecarga do enfermeiro responsável pela equipe e a rejeição dos usuários ao atendimento são fatores que dificultam a execução das ações de saúde. Essa pesquisa enfatiza as limitações manifestadas pelos participantes e aponta a importância de exploração dessa temática, buscando estratégias capazes de possibilitar a consolidação dos princípios do SUS.-
Descrição: dc.descriptionEl presente estudio, cualitativo, objetivó conocer las dificultades sentidas por los Agentes Comunitarios de Salud (ACS) en ejercicio de la práctica diaria de la asistencia. Los datos fueron colectados por medio de entrevista semi estructurada con doce ACS de cuatro unidades básicas de salud de un municipio del estado de São Paulo, Brasil. A partir de los discursos se constató que la carencia de acciones resolutivas en los servicios de salud, existe sobrecarga en el hemisferio responsable por el equipo y el rechazo de los usuarios al atendimiento son factores que dificultan a ejecución de las acciones de la salud. Esa pesquisa afirma las limitaciones manifestadas por los participantes y apuntan la importancia de exploración de esa temática, buscando estrategias capaces de posibilitar la consolidación de los principios del SUS.-
Formato: dc.format358-365-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherAssociação Brasileira de Enfermagem-
Relação: dc.relationRevista Brasileira de Enfermagem-
Relação: dc.relation0,230-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectAtenção Primária à Saúde-
Palavras-chave: dc.subjectServiços de Saúde Comunitária-
Palavras-chave: dc.subjectAssistência à Saúde-
Palavras-chave: dc.subjectPrimary Health Care-
Palavras-chave: dc.subjectCommunity Health Services-
Palavras-chave: dc.subjectDelivery of Health Care-
Título: dc.titlePrática diária dos agentes comunitários de saúde: dificuldades e limitações da assistência-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.