Fisioecologia de sementes de Miconia chartacea (Melastomataceae) ocorrente em uma reserva de Cerrado, no município de Corumbataí (SP)

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorEscobar, Diego Fernando Escobar-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T21:06:32Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T21:06:32Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-08-13-
Data de envio: dc.date.issued2014-08-13-
Data de envio: dc.date.issued2014-03-28-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/108721-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/108721-
Descrição: dc.descriptionCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Ciências Biológicas (Biologia Vegetal) - IBRC-
Descrição: dc.descriptionMiconia chartacea es una Melastomataceae de amplia distribución en Brasil, ocurriendo en las regiones Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste y Sul, y en los dominios fitogeográficos Caatinga, Cerrado y Mata Atlántica. Además, es un recurso importante para la avifauna frugívora debido a que fructifica durante la estación seca, en la cual disminuye la abundância de frutos carnosos. A pesar que M. chartacea sea una especies nativa ampliamente distribuida en Brasil y un recurso importante para a avifauna frugívora, no hay informaciones sobre la ecofisiologia de la germinación y morfología de semillas para la especie. Por lo tanto, el objetivo general de esta investigación fue registrar características morfofisiológicas de las semillas de Miconia chartacea ocurrente en la reserva de Cerrado “Prof. Karl Arens”, municipio de Corumbataí (SP), esta información puede ayudar a comprender los mecanismos de perpetuación de especies vegetales en el Cerrado, así como alimentar bases de datos sobre la biología reproductiva de especies nativas de este bioma. El peso fresco de las semillas presento un coeficiente de variación relativamente elevado (33%), el peso fresco de las semillas disminuyo con el aumento del número de semillas por fruto. La mayoría de frutos (60%) tenían dos semillas, seguido por frutos con tres semillas (20%) y frutos con 1 e 4 semillas (8% cada uno). Raramente se registraron frutos con 5 semillas. Las semillas fueron permeables al agua, con elevado contenido de humedad (40%, base peso fresco). Con relación al almacenamiento, las semillas toleraran bajos niveles de humedad, e bajas temperaturas aumentan su longevidad, por lo tanto, se comportan como semillas ortodoxas. A especie puede formar bancos de semillas transitorios en el suelo, pues su longevidad ecológica es inferior a nueve meses. Las semillas almacenadas en laboratorio a 7°C se mantuvieron viables durante todo el experimento (11 meses). Las semillas...-
Descrição: dc.descriptionMiconia chartacea é uma Melastomataceae de ampla distribuição no Brasil, ocorrendo no Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul, nos domínios fitogeográficos Caatinga, Cerrado e Mata Atlântica. Além disso, é um recurso importante para as aves frugívoras já que frutifica durante a estação seca, na qual a abundância de frutos carnosos é menor. Embora M. chartacea seja uma espécie nativa de ampla distribuição no Brasil e um recurso importante para a avifauna frugívora, existe um grande vazio no conhecimento da ecofisiologia da germinação e morfologia das sementes da espécie. Nesse sentido, o objetivo geral desta pesquisa foi registrar características morfofisiológicas das sementes de Miconia chartacea ocorrente na reserva de Cerrado “Prof. Karl Arens”, no município de Corumbataí (SP), dados esses que poderão auxiliar na compreensão dos mecanismos de perpetuação de espécies vegetais no Cerrado, bem como agregar informações para bancos de dados sobre a biologia reprodutiva de espécies nativas desse bioma. A massa de matéria fresca das sementes apresentou coeficiente de variação relativamente elevado (33%), e a massa de matéria fresca diminuiu com o aumento da quantidade de sementes por fruto. A maioria dos frutos (60%) tinha duas sementes, seguida por frutos com três sementes (20%) e frutos com 1 e 4 sementes (8% cada). Foram raras as ocorrências de frutos com 5 sementes. As sementes apresentaram tegumento permeável à água, bem como elevado teor de umidade (40%, base massa fresca). Em relação ao armazenamento, as sementes toleraram baixos níveis de umidade e baixas temperaturas aumentam sua longevidade, apresentando, portanto comportamento característico de sementes ortodoxas. São potencialmente capazes de formar bancos de sementes transitórios no solo, já que sua longevidade não ultrapassou 9 meses quando enterradas no campo. Em laboratório, a longevidade de sementes armazenadas a 7°C foi de pelo...-
Formato: dc.format88 p. : il., tabs.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectPlant ecology-
Palavras-chave: dc.subjectEcologia vegetal-
Palavras-chave: dc.subjectCerrados-
Palavras-chave: dc.subjectEcofisiologia-
Palavras-chave: dc.subjectSementes-
Palavras-chave: dc.subjectMorfologia (Biologia)-
Palavras-chave: dc.subjectGerminação-
Palavras-chave: dc.subjectFisiologia vegetal-
Palavras-chave: dc.subjectDormencia em plantas-
Palavras-chave: dc.subjectLongevidade-
Palavras-chave: dc.subjectCorumbatai (SP)-
Título: dc.titleFisioecologia de sementes de Miconia chartacea (Melastomataceae) ocorrente em uma reserva de Cerrado, no município de Corumbataí (SP)-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.