As ações do agrohidronegócio, o papel do estado e as formas de controle do trabalho no mato grosso do sul

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorAzevedo, José Roberto Nunes de-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T21:06:22Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T21:06:22Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-08-13-
Data de envio: dc.date.issued2014-08-13-
Data de envio: dc.date.issued2013-12-23-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/108662-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/108662-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Geografia - FCT-
Descrição: dc.descriptionWe present in this paper the results of research conducted between 2010 and 2013 in the state of Mato Grosso do Sul in relation to the ongoing process of domination of the sugarcane agro-industrial capital that has awarded exploration striking the hand labor involved, which consists of migrant workers, indigenous, still added to the ranks of local workers, drawn southern municipalities of Mato Grosso do Sul. It is a process marked advance in the country's capital directed to areas where the agricultural frontier is denoted close alliance with the state. Thus, we have converging interests of landowners concerned with ownership, legitimacy and consequent profit guarantee through the expansion of cane sugar’s own domestic and foreign businessmen, with or without tradition in sugarcane agribusiness, endogamous turn by the action concurrent entities representing gribusiness. Thus, we observe the structure of power relations that express directly ills in the territory.-
Descrição: dc.descriptionApresentamos na presente tese os resultados da investigação realizada entre 2010 e 2013 no estado do Mato Grosso do Sul em relação ao processo em curso de dominação do capital agroindustrial canavieiro que tem atribuído em exploração marcante da mão de obra envolvida, a qual é constituída de trabalhadores migrantes, indígenas, somadas ainda às fileiras de trabalhadores locais, provindas dos municípios Sul-Mato-Grossenses. Trata-se de um processo marcante de avanço do capital no país direcionado para áreas de fronteira agrícola onde denota-se estreita aliança com Estado. Assim, temos interesses convergentes de latifundiários preocupados com a posse, legitimação e consequente garantia de lucro através da expansão da Cana-de-açúcar, do próprio empresariado nacional e estrangeiro, com ou sem tradição no setor agroindustrial canavieiro, endoçados por seu turno pela ação concomitante de entidades de representação do agrohidronegócio. Logo, observa-se a estruturação de relações de poder que expressam diretamente em mazelas no território.-
Formato: dc.format305 f. : il.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectGeografia-
Palavras-chave: dc.subjectAgroindústria-
Palavras-chave: dc.subjectRelações trabalhistas - Mato Grosso do Sul-
Palavras-chave: dc.subjectGeography-
Título: dc.titleAs ações do agrohidronegócio, o papel do estado e as formas de controle do trabalho no mato grosso do sul-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.