Viabilidade e segurança do transplante intratecal de células-tronco mesenquimais autólogas e alogênicas provenientes da medula óssea de cães (lupus canis familiaris)

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorBenavides, Felipe Pérez-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T21:06:09Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T21:06:09Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-08-13-
Data de envio: dc.date.issued2014-08-13-
Data de envio: dc.date.issued2013-07-11-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/108578-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/108578-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Medicina Veterinária - FMVZ-
Descrição: dc.descriptionThe study aimed to evaluate clinical and laboratory viability and safety of intrathecal transplantation of bone marrow mesenchymal stem cells (BM-MSC) autologous and allogeneic of dogs. A total of 15 dogs, mixed breed, adults of both sexes, clinically healthy, except two who had chronic spinal trauma. They were divided into three groups with five animals each. BM-MSC were obtained by puncture of the bone marrow, isolated and cultured. Group A was transplanted with autologous BM-MSC intrathecally via the cisterna magna, while group B received allogenic BM-MSC and group C (control) was administered phosphate buffered saline (PBS). Cerebrospinal fluid (CSF) was obtained immediately before transplantation of BM-MSC (moment 1) and the fifth day after (moment 2) for physico-chemical, cytological and the concentration of matrix metalloproteinases (MMP-2 and MMP-9 .) All Animals were monitored by neurological examination before and after transplantation. By clinical and laboratory evaluations, no significant changes were observed after transplantation of BM-MSC autologous and allogeneic intrathecal, proving to be a safe and viable for the use of cell therapy in dogs-
Descrição: dc.descriptionO trabalho teve por objetivo avaliar clínica e laboratorialmente a viabilidade e a segurança do transplante intratecal de células-tronco mesenquimais autólogas e alogênicas provenientes da medula óssea (CTM-MO) de cães. Foram utilizados 15 cães, sem raça definida, adultos, de ambos os sexos, clinicamente saudáveis, excetuando dois que apresentavam trauma medular crônico. Foram divididos em três grupos, contendo cinco animais cada. As CTM-MO foram obtidas pela punção da medula óssea, isoladas e cultivadas. O grupo A foi transplantado com CTM-MO autólogas por via intratecal através da cisterna magna, enquanto que o grupo B recebeu as CTM-MO alogênicas e o grupo C (controle) foi aplicado solução tampão fosfato-salina (PBS). O líquido cefalorraquidiano (LCR) foi obtido imediatamente antes do transplante das CTM-MO (momento 1) e no quinto dia após (momento 2), para avaliação físico-química, citológica e da concentração de metaloproteinases (MMP-2 e MMP-9). Todos os animais foram acompanhados por exame físico neurológico pré e pós-transplante. Pelas avaliações clínicas e laboratoriais, não se observaram alterações significativas após o transplante das CTM-MO autólogas e alogênicas por via intratecal, demonstrando ser uma via segura e viável para a utilização de terapia celular em cães-
Formato: dc.format65 f.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectTransplante de Células-Tronco-
Palavras-chave: dc.subjectLiquido cefalorraquidiano-
Palavras-chave: dc.subjectCélulas-Tronco-
Palavras-chave: dc.subjectCelulas da medula ossea-
Palavras-chave: dc.subjectMedula ossea-
Palavras-chave: dc.subjectStem cells Transplantation-
Título: dc.titleViabilidade e segurança do transplante intratecal de células-tronco mesenquimais autólogas e alogênicas provenientes da medula óssea de cães (lupus canis familiaris)-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.