Crioimersão pós-exercício: desfechos sobre variáveis biológicas, clínicas e metabólicas a partir de diferentes temperaturas e tempos de aplicação

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorAlbuquerque, Maíra Campos de-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T21:05:57Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T21:05:57Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-08-13-
Data de envio: dc.date.issued2014-08-13-
Data de envio: dc.date.issued2013-12-17-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/108510-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/108510-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Fisioterapia - FCT-
Descrição: dc.descriptionBackground: Given the need to obtain optimal levels of recovery uses various strategies in the field. Among them, it is used frequently cold water immersion (CWI). However, notice is also gaps in knowledge to define the real effects of these modalities recovery under specific conditions. Objective: To analyze and compare the effects of CWI during recovery after strenuous exercise, using different time and temperature on biological variables, clinical and metabolic. Materials and Methods: 105 male individuals between 18 and 30 years were divided into five groups: a control (GC) and four recoveries (G1, G2, G3 and G4). The volunteers were subjected to exhaustion protocol which consisted of a jumping program (10 sets of 10 jumps with a minute of rest between sets) and the Wingate test. Immediately after the exhaustion protocol, volunteers were directed to a tank with water and ice, which were immersed up to the height of the anterior superior iliac spine to the recovery procedure (G1: 5 ' 9 ± 1 ° C; G2: 5 ' to 14 ± 1 º C; G3: 15' to 9 ± 1 ° C; G4: 15 ' to 14 ± 1 ° C)...-
Descrição: dc.descriptionContextualização: Diante da necessidade de obtenção de níveis ótimos de recuperação, utiliza-se em campo diversas estratégias. Dentre elas, usa-se com frequência a imersão em água fria (IAF). Entretanto, notam-se, ainda, lacunas no conhecimento para definir os reais efeitos destas modalidades de recuperação em condições específicas. Objetivo: analisar e comparar os efeitos da IAF durante a recuperação pós-exercício extenuante, utilizando diferentes tempos e temperaturas, sobre variáveis biológicas, clínicas e metabólicas. Materiais e Métodos: 105 indivíduos do sexo masculino com idade entre 18 e 30 anos foram divididos em cinco grupos: um de controle (GC) e quatro de recuperações (G1, G2, G3 e G4). Os voluntários foram submetidos a um protocolo de exaustão que consistiu em um programa de saltos (10 séries de 10 saltos com um minuto de intervalo entre as séries) e ao teste de Wingate. Imediatamente após o protocolo de exaustão, os voluntários foram direcionados a um tanque com água e gelo, no qual foram imersos até a altura da espinha ilíaca ântero-superior para o procedimento de recuperação (G1: 5’ a 9±1°C; G2: 5’ a 14±1ºC; G3: 15’ a 9±1°C; G4: 15’ a 14±1°C)...-
Formato: dc.format67 f. : il.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectFisioterapia-
Palavras-chave: dc.subjectFisiologia-
Palavras-chave: dc.subjectLactatos-
Palavras-chave: dc.subjectCreatina-quinase-
Palavras-chave: dc.subjectInglês-
Título: dc.titleCrioimersão pós-exercício: desfechos sobre variáveis biológicas, clínicas e metabólicas a partir de diferentes temperaturas e tempos de aplicação-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.