Ressonância magnética na avaliação das estruturas encefálicas do Alouattafusca (Bugio-Ruivo-Georffroy Saint-Hilaire, 1812)

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorBortolini, Zara-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T21:05:48Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T21:05:48Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-08-13-
Data de envio: dc.date.issued2014-08-13-
Data de envio: dc.date.issued2013-08-02-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/108448-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/108448-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Medicina Veterinária - FMVZ-
Descrição: dc.descriptionThe Alouatta fusca is a new world primate with wide distribution in South America. The species has great importance for the population, because it is an important sentinel of zoonoses, especially of the yellow fever. Descriptive anatomical studies conducted in old world primates have been extensively evaluated in the past century, but the new world primates as Alouatta fusca were not described in detail. Therefore, in this study we used eight formolin fixed brains, three frozen brains and ten healthy animals. The formolin fixed brains were properly dissected to describe the brain anatomy; the frozen skulls were sectioned in the same planes of the magnetic resonance images for comparison and identification of the structures. The information obtained can be used as a basis for the study of normal brain anatomical structures and their diseases in veterinary medicine centers of wild animals and/or primates. In addition, this study provides comparative data for human medicine, since these animals have been used as experimental models because they have anatomical characteristics more similar to humans than domestic animals-
Descrição: dc.descriptionO Alouatta fusca é um primata do novo mundo com ampla distribuição na América do sul. A espécie é de grande importância para a população, pois é um importante sentinela de zoonoses, especialmente da febre amarela. Os estudos anatômicos descritivos realizados em primatas do velho mundo foram amplamente avaliados no século passado, porém os primatas do novo mundo como o Alouatta fusca não foram detalhadamente descritos. Assim sendo, no presente estudo foram utilizados oito encéfalos formolizados, três congelados e 10 animais hígidos. Os encéfalos formolizados foram devidamente dissecados para descrever a anatomia encefálica; os crânios congelados foram seccionados nos mesmos planos da imagens por ressonância magnética, para posterior pareamento e identificação das estruturas. Foram obtidas informações que podem ser utilizadas como base para o estudo das estruturas anatômicas encefálicas normais e de doenças, em centros de medicina veterinária de animais selvagens e/ou de primatas. Além de fornecer dados comparativos com a medicina humana, uma vez que estes animais vêm sendo utilizados como modelos experimentais, por possuírem características anatômicas mais semelhantes aos humanos que em animais domésticos-
Formato: dc.format80 f.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectGuariba (Macaco)-
Palavras-chave: dc.subjectRessonancia magnetica-
Palavras-chave: dc.subjectNeuroanatomia-
Palavras-chave: dc.subjectCranio-
Palavras-chave: dc.subjectMagnetic resonance-
Título: dc.titleRessonância magnética na avaliação das estruturas encefálicas do Alouattafusca (Bugio-Ruivo-Georffroy Saint-Hilaire, 1812)-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.