A crítica alegórica de Grande sertão

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorLeonel, Maria Célia-
Autor(es): dc.creatorSegatto, José Antonio-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T21:02:42Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T21:02:42Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-06-24-
Data de envio: dc.date.issued2014-06-24-
Data de envio: dc.date.issued2007-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://seer.fclar.unesp.br/itinerarios/article/view/2359-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/106901-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/106901-
Descrição: dc.descriptionComo têm sido publicados, em número crescente, trabalhos baseados na noção/conceito de alegoria sobre a obra rosiana, dos quais alguns têm tido repercussão e visibilidade nos meios acadêmicos – pela seriedade e também pela originalidade com que analisam seu objeto –, examinamos três estudos que tratam a obra de Guimarães Rosa, sobretudo Grande sertão: veredas, como alegoria histórico-política e social do Brasil: de Heloisa Starling, de Willi Bolle e de Luiz Roncari, que, recentemente, sobretudo os dois últimos, publicaram estudos alentados nessa direção. Esses autores têm procurado realizar uma reinterpretação de Grande sertão: veredas a partir da concepção de alegoria, em especial, a de Walter Benjamin, estabelecendo um paralelismo entre o romance rosiano e estudos de historiadores e sociólogos como Oliveira Vianna, Caio Prado Jr., Sérgio Buarque de Holanda, Raimundo Faoro, Gilberto Freyre. Trata-se de leitura que tem raízes, principalmente, nos ensaios de Antonio Candido e de Walnice Nogueira Galvão e que, pelo modo de interpretar a relação realidade/obra de ficção, traz implicações que merecem ser discutidas.-
Descrição: dc.descriptionAn increasing number of studies based on the notion/concept of allegory on the work of Guimarães Rosa has been published recently, and some of them have had great repercussion and visibility in the academy for its seriousness and the originality in the analysis of its object; Our analysis contemplates three of these studies that consider the work of Guimarães Rosa, mainly Grande Sertão: veredas, as a historical, political and social allegory of Brazil: the studies of Heloisa Starling, Willi Bolle and Luiz Roncari, which recently, especially the last two, published inspired texts in this direction; These authors try to reinterpret Grande sertão: veredas based on the notion of allegory, particularly Walter Benjamin’s, establishing a parallel between Rosa’s novel and the studies of historians and sociologists such as Oliveira Vianna, Caio Prado Jr;, Sérgio Buarque de Holanda, Raimundo Faoro and Gilberto Freyre; The three analyses draw on essays of Antonio Candido and Walnice Nogueira Galvão which, for the peculiar way of interpreting the relationship between reality and fi ctional literature, these studies present consequences that are worthy of discussion;-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Relação: dc.relationItinerários: Revista de Literatura-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectGuimarães Rosa-
Palavras-chave: dc.subjectGrande sertão: veredas-
Palavras-chave: dc.subjectCriticism-
Palavras-chave: dc.subjectAllegory-
Palavras-chave: dc.subjectCrítica-
Palavras-chave: dc.subjectAlegoria-
Título: dc.titleA crítica alegórica de Grande sertão-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.