Bandamento em cromossomos de peixes: discussão sobre o conceito de compartimentalização cromossômica

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorPaiva, Luiz Ricardo de Souza-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T21:01:42Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T21:01:42Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-06-11-
Data de envio: dc.date.issued2014-06-11-
Data de envio: dc.date.issued2011-02-23-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/106493-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/106493-
Descrição: dc.descriptionConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Ciências Biológicas (Zoologia) - IBB-
Descrição: dc.descriptionO estudo da organização estrutural dos cromossomos é extremamente complexo e envolve a intrínseca relação entre as sequências de DNA e sua composição, proteínas histônicas e não histônicas, bem como processos extra-cromossomais. Em citogenética de peixes são utilizadas de forma sistemática técnicas clássicas (bandas C e NOR) e citomoleculares, com uso de sondas de DNAr. A análises para identificação de todos os cromossomos homólogos do complemento foi descrita para algumas espécies com a utilização da técnica de incorporação de análogos de base (BrdU) e alguns outros por bandas G. Porém, a aplicação desta metodologia não é realizada de modo rotineiro devido às dificuldades para obtenção do padrão de bandas de forma repetitiva. O padrão de bandas observado nos cromossomos é correlacionado à distribuição do conteúdo de sequências ricas em bases GC, identificados como isocores e reportado por alguns autores, de modo que quanto maior o conteúdo de bases G e C, maior a compartimentalização do genoma, enquanto o menor conteúdo destas bases seria determinante de menor grau de compartimentalização. O presente trabalho descreve a padronização de técnicas de obtenção cromossômica visando a aplicação de metodologias promotoras de bandamento cromossômico e a análise de um estudo de caso de obtenção de bandas G em Tilápia (Oreochromis niloticus)-
Descrição: dc.descriptionThe study of the structural organization of chromosomes is extremely complex and involves the intrinsic relationship between sequences of DNA and its composition, histone and non-histone proteins as well as extra-chromosomal processes. Classical techniques as C-banding and Ag-NOR, and molecular techniques using fluorochromes and repetitive DNA probes are frequently used in fish cytogenetics. The technique of base analogues (BrdU) incorporation and G-bands has been used in the identification of all chromosomes of the complement in some species of this group of organisms. However, such techniques are not routinely performed due to difficulties in the obtention of good and repetitive banding patterns. The banding pattern of chromosomes is correlated to the distribution of GC-rich segments (isochores) reported by some authors, and higher content of GC-rich sites characterize a large degree of compartmentalization, while a less content in GC segments is identified as bas-degree of compartmentalization of the genome. This paper describes the standardization of techniques for the obtention of chromosome preparations looking for better conditions to the employment of G-banding technique in fish chromosomes and the analysis of a case study for the obtention of G-bands in tilapia (Oreochromis niloticus) chromosomes-
Formato: dc.format102 f.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectPeixe - Citogenética-
Título: dc.titleBandamento em cromossomos de peixes: discussão sobre o conceito de compartimentalização cromossômica-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.