Histeroscopia ambulatorial com laser diodo: uma nova modalidade para tratamento de pólipos endometriais

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorGazzo, Cláudia-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T21:01:24Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T21:01:24Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-06-11-
Data de envio: dc.date.issued2014-06-11-
Data de envio: dc.date.issued2013-08-23-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/106389-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/106389-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Ginecologia, Obstetrícia e Mastologia - FMB-
Descrição: dc.descriptionO Pólipo endometrial é a doença endometrial mais prevalente. Sangramento uterino anormal (SUA) e infertilidade são condições clínicas frequentemente associadas com a presença dessa entidade. O risco de malignização é baixo, mas aumenta em mulheres na pós-menopausa com SUA ou idade superior a 60 anos. O tratamento consiste na exérese através de histeroscopia cirúrgica ambulatorial ou hospitalar. A energia elétrica bipolar é a forma de energia convencionalmente utilizada em ambiente ambulatorial. Como o laser apresenta algumas vantagens sobre a corrente elétrica e o custo das fibras óticas empregadas com o laser diodo é menor, pode-se adicionar uma contribuição ao campo da histeroscopia cirúrgica ambulatorial. O objetivo deste estudo foi descrever as técnicas de polipectomias histeroscópicas com laser diodo sem anestesia, identificar o perfil clínico- epidemiológico das pacientes portadoras de pólipo endometrial para caracterização da amostra estudada, analisar a viabilidade da polipectomia histeroscópica com laser diodo, assim como, a tolerabilidade das pacientes à técnica empregada, e analisar as vantagens e desvantagens da polipectomia ambulatorial com laser diodo. Trata-se de estudo clínico descritivo analítico de avaliação prospectiva com amostra de conveniência, realizada no período de dezembro de 2011 a maio de 2012, de 31 pacientes que foram submetidas à polipectomia histeroscópica ambulatorial sem anestesia com laser diodo à potência de 4W em modo contínuo por contato, após realização de histeroscopia ambulatorial diagnóstica, sendo que 24 tinham diagnóstico histeroscópico de pólipo endometrial único compreendido entre 1cm e 2cm e 7 foram tratadas no mesmo momento da histeroscopia ambulatorial diagnóstica e apresentavam pólipos compreendidos entre 3cm e 5cm de diâmetro. Todas com boa tolerância à dor, quando da realização da histeroscopia diagnóstica ambulatorial...-
Descrição: dc.descriptionEndometrial polyp is the most prevalente endometrial disease. Abnormal uterine bleeding and infertility are clinical conditions often associated with the presence of this entity. The risk of malignancy is low, but increases in postmenopausal women with AUB or in women older than 60 years. Treatment consists of surgical excision via outpatient hysteroscopy or inpatient ressectopies . The electricity conventionally used in the outpatient setting is bipolar Twizzle. As the laser has some advantages over the electric current and the cost of fiber optics used with the diode laser is smaller, we think a contribution to the field of surgical outpatient hysteroscopy may be given. The aim of this study was to describe the techniques of outpatient hysteroscopic polypectomy with diode laser without anesthesia, to identify the clinical and epidemiological profile of patients with endometrial polyp to characterize the sample, analyze the feasibility of hysteroscopic polypectomy diode laser and tolerability of patients to the technique and also, analyze the advantages and disadvantages of outpatient hysteroscopic polypectomy with diode laser. Between December 2011 and May 2012 about 31 patients was studied. This study is a descriptive analytic clinical assessment with prospective convenience sample of 31 patients who underwent outpatient hysteroscopic polypectomy without anesthesia with diode laser to the power of 4W in continuous mode by contact, and that, 24 patients have had hysteroscopic diagnosis of endometrial polyp between 1cm and 2cm previously, and 7 women were underwent treated at the same time of diagnostic hysteroscopy and had polyps between 3cm and 5cm in diameter. All women had good pain tolerance when the diagnostic hysteroscopy. We used optical fibers type bare with 1003μ and 603μ in diameter. Two techniques for hysteroscopic polypectomy diode laser were described. We analyzed the clinical-epidemiological ...-
Formato: dc.format58 f.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectLasers em cirurgia-
Palavras-chave: dc.subjectDiodos-
Palavras-chave: dc.subjectEndometrio - Cirurgia a laser-
Palavras-chave: dc.subjectHisteroscopia-
Palavras-chave: dc.subjectLaser surgery-
Título: dc.titleHisteroscopia ambulatorial com laser diodo: uma nova modalidade para tratamento de pólipos endometriais-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.