Avaliação da associação sulfametoxazol-trimetropim no tratamento da paracoccidioidomicose experimental murina

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorCarvalho, Fabiana Moura de-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T21:01:20Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T21:01:20Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-06-11-
Data de envio: dc.date.issued2014-06-11-
Data de envio: dc.date.issued2006-11-28-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/106361-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/106361-
Descrição: dc.descriptionCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)-
Descrição: dc.descriptionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Descrição: dc.descriptionGap-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Doenças Tropicais - FMB-
Descrição: dc.descriptionO tratamento da PCM, micose sistêmica causada Paracoccidioides brasiliensis, continua sendo objeto de pesquisa clínica e experimental. Este trabalho avaliou a eficácia de diferentes esquemas terapêuticos com cotrimoxazol (CMX), na dose diária de 200 mg/kg de peso corporal, em dose diária única, no tratamento da PCM murina. Os resultados revelaram que o tratamento com CMX por tempo prolongado foi eficaz quando iniciado precoce ou tardiamente. O tratamento com curta duração foi ineficaz, pois não determinou diminuição da carga fúngica, durante as 20 semanas de seguimento. O efeito do CMX foi o mesmo em pulmões e baço, nos diferentes esquemas terapêuticos utilizados, eficazes ou não. A mortalidade cumulativa entre os grupos 1, 2 e 4 não diferiram entre si, os grupos 3 e 5 apresentaram a melhor taxa de sobrevida. Os níveis séricos de anticorpos específicos foram detectados a partir da segunda semana, apresentando maiores índices nos animais do G2, sendo que nesses os níveis aumentaram até a oitava semana e permanecendo estáveis por todo o experimento. No G3 houve uma flutuação durante todo o experimento apresentando níveis altos na 20a semana. Os grupos 4 e 5 permaneceram estáveis durante todo o experimento. Os efeitos benéficos do tratamento foram observados com a administração de CMX em dose única diária, cujos níveis séricos se mantiveram adequados por menos de 12 horas. Esses resultados, bastante satisfatórios, demonstram que o modelo experimental murino é bom método de avaliação da eficácia do CMX no tratamento da PCM e sugerem a avaliação de outros esquemas terapêuticos, como a administração a cada 12 horas.-
Descrição: dc.descriptionParacoccidioidomicosis (PCM) treatment, a systemic mycosis caused by Paracoccidioides brasiliensis, has been a clinical and experimental research issue. This work evaluated the efficacy of different therapeutic protocols with cotrimoxazole (CMX) on a daily dosage of 200mg/kg body weight, in a single daily dosage on murine PCM treatment. The results showed that CMX treatment for a prolonged period was efficient when started early or late. The short duration treatment was inefficient once it did not determine fungus load decrease during 20 weeks of following. CMX effect was the same in lungs and spleen under different therapeutic protocols used, whether efficient or not. Cumulative death tends to be different among studied groups. Death frequency was smaller in prolonged treated groups with an early or late protocol starting. Specific antibodies blood levels were detected from the second week and did not differ among experimental groups. Beneficial effects of treatment were observed with CMX administration on a daily single dosage and blood levels remained satisfactory for less than 12 hours. These results, quite satisfactory, show that murine experimental protocol is a good evaluation method of MCX effectiveness on PCM treatment and it suggests the evaluation of other therapeutic protocols, as an administration at every 12 hours.-
Formato: dc.format86 f.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectParacoccidioides brasiliensis-
Palavras-chave: dc.subjectMicose - Tratamento-
Palavras-chave: dc.subjectMycosis - Treatment-
Título: dc.titleAvaliação da associação sulfametoxazol-trimetropim no tratamento da paracoccidioidomicose experimental murina-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.