Resposta celular imune-inflamatória e de células caliciformes no intestino delgado de bezerros búfalos naturalmente infectados por Toxocara vitulorum

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorNeves, Maria Francisca-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T20:56:36Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T20:56:36Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-06-11-
Data de envio: dc.date.issued2014-06-11-
Data de envio: dc.date.issued2006-01-18-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/104650-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/104650-
Descrição: dc.descriptionFundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Medicina Veterinária - FCAV-
Descrição: dc.descriptionPara estudar a cinética populacional de células imune/inflamatórias na infecção natural por Toxocara vitulorum em bezerros búfalos, realizou-se a quantificação de mastócitos, eosinófilos, linfócitos intraepiteliais (LIE) e células caliciformes na camada intraepitelial e de macrófagos na parede do intestino delgado. Para isto, amostras de tecidos foram retiradas do duodeno, jejuno e íleo de seis grupos de animais, de acordo com o resultado do exame coprológico, ou seja: animais que estavam no início ou ascensão (1), no pico (2) do parasitismo, durante as fases de declínio ou expulsão (3), e de pós-expulsão dos parasitas (4), além de dois grupos controles de animais não parasitados por T. vitulorum com idades médias entre 30 (C30) e 50 (C50) dias. Pelo estudo morfológico, feito através de mensurações de todas as camadas da parede do intestino delgado, constatou-se somente uma significativa atrofia vilosa no duodeno, durante as fases de ascensão, de pico e de expulsão do parasita, mas a hipertrofia muscular não foi observada. Concluiu-se que a infecção pelo nematódeo T. vitulorum em bezerros búfalos foi responsável pela hiperplasia celular (LIEs, células caliciformes, eosinófilos e mastócitos) na camada intraepitelial e pela interação entre mastócitos e processos nervosos na mucosa, nos plexos submucoso e mioentérico. Como estas alterações celulares predomindando no pico da infecção normalizaram-se após a expulsão, concluiu-se também que elastiveram participação no mecanismo imunológico celular de controle e expulsão do parasita pelo hospedeiro. O macrófago presente em maior quantidade na fase da pós-expulsão sugeriu uma importante participação destas células na recuperação das lesões inflamatórias nesta infecção.-
Descrição: dc.descriptionThe populational kinetics of immune/inflammatory cells was studied in the wall of the small intestine from buffalo calves naturally infected with Toxocara vitulorum. Samples of tissues were removed from duodenum, jejunum and ileum of four groups of animals during the beginning of the infection, at the peak of egg output, during the period of expulsion and post-expulsion of the worms, as well as from uninfected calves. Cells (mast cells, eosinophils, intraepithelial lymphocytes - IEL and goblet cells) present in the epithelial layer (intraepithelial) of the small intestine were counted. In the duodenum, jejunum and ileum, the population of mast cells, eosinophils and lymphocytes increased significantly during the peak of the infection. Goblet cell numbers increased also during the beginning and at the peak of the infection. The decline of the number of these cells occurred during the periods of expulsion of the worms reaching to uninfected control counts at the post-expulsion period indicated a role of these cells in the process of expulsion of T. vitulorum by the buffalo calves. Morphological examinations showed a significant vilar atrophy, particularly in the duodenum during the beginning, peak and during the phase of expulsion of the worms, but smooth muscle hypertrophy or other alteration was not observed in any phase of the infection. In conclusion, the infection by T. vitulorum in buffalo calves elicited cellular hyperplasy of LIEs, goblet cells, eosinophils and mast cells in the intraepithelial layer of the small intestines and association between mast cells and nervous process in the mucosa and in the submucosal and mioentérico plexa, these cellular changes might be important for the worm expulsion. The macrophages presents in high numbers in the post-expulsion phase might have important role in the recovery of the infection.-
Formato: dc.formatxi, 102 f. : il.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectBuffalo-
Palavras-chave: dc.subjectInflammatory cells-
Palavras-chave: dc.subjectEnteric nervous system-
Palavras-chave: dc.subjectToxocara vitulorum-
Palavras-chave: dc.subjectResposta imune-
Palavras-chave: dc.subjectBúfalo-
Palavras-chave: dc.subjectAlterações morfológicas-
Palavras-chave: dc.subjectCélulas inflamatórias-
Palavras-chave: dc.subjectSistema nervoso entérico-
Título: dc.titleResposta celular imune-inflamatória e de células caliciformes no intestino delgado de bezerros búfalos naturalmente infectados por Toxocara vitulorum-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.