Transmissão sexual do Toxoplasma gondii (Nicolle & Manceaux, 1909) em caprinos (Capra hircus)

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorSantana, Luís Fernando-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T20:56:29Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T20:56:29Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-06-11-
Data de envio: dc.date.issued2014-06-11-
Data de envio: dc.date.issued2011-07-08-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/104645-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/104645-
Descrição: dc.descriptionFundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Medicina Veterinária - FCAV-
Descrição: dc.descriptionCaprinos machos em idade reprodutiva, sorologicamente negativos para Toxoplasma gondii, foram selecionados e distribuídos como apresentado a seguir: A - um caprino inoculado, via oral, com 2,0 x 105 oocistos da cepa P; B - um caprino inoculado, via subcutânea, com 1,0 x 106 taquizoítos da cepa RH e C - um caprino não inoculado mantido como controle. Após a inoculação dos machos com T. gondii, 12 cabras reprodutoras, não gestantes, sorologicamente negativas para as principais doenças reprodutivas, sobretudo toxoplasmose, foram sincronizadas. Em seguida, foram expostas à monta natural pelos machos, anteriormente inoculados: cinco cabras submetidas à monta natural pelo macho A (GI); cinco cabras submetidas à monta natural pelo macho B (GII) e duas cabras pelo macho C – controle (GIII). Nos soros das cabras obtidos nos dias -14, -7, -1 (antes da monta natural), e nos dias 3, 6, 9, 11, 14 e semanalmente até o parto, foi pesquisada a presença de anticorpos contra T. gondii pelo ELISA teste. Bioensaio em camundongos e Reação em Cadeia da Polimerase (PCR) foram realizados em amostras de sêmen e tecidos dos machos, tecidos das fêmeas e de seus respectivos “produtos”. Dez das 12 fêmeas utilizadas apresentaram anticorpos específicos contra T. gondii após a monta natural, sendo as cinco cobertas pelo macho inoculado com oocistos (GI) e cinco cobertas pelo caprino inoculado com taquizoítos (GII). Pelo bioensaio e pela PCR foi possível identificar, em várias datas experimentais em que ocorreu a monta natural, a presença do T. gondii nas amostras seminais dos caprinos inoculados. Posteriormente, após eutanásia, foi possível também isolar este parasito em algumas das amostras teciduais dos machos experimentais. Por estas mesmas técnicas de diagnóstico, identificou-se também a presença deste coccídio nas amostras teciduais das fêmeas experimentais, assim como de seus...-
Descrição: dc.descriptionMale goats in reproductive age, serologically negative for Toxoplasma gondii, were selected and distributed according to the following arrangement: A - one goat inoculated orally with 2.0 x 105 oocysts of the strain P; B - one goat inoculated subcutaneously with 1.0 x 106 tachyzoites of the strain RH and C - one uninfected goat kept as control. After T. gondii inoculation, 12 nonpregnant female breeder goats serologically negative for the main reproductive diseases, especially toxoplasmosis, were synchronized and then exposed to natural mating by those males previously inoculated, being: five females submitted to natural mating by the male A (GI), five females exposed to natural mating by the male B (GII) and two females submitted to natural mating by the uninfected male (GIII). In sera obtained from all female goats on days -14, -7, -1, (before natural mating) and on days 3, 6, 9, 11, 14 and weekly until partum, the presence of antibodies against T. gondii was investigated by ELISA test. Bioassay in mice and PCR were performed on samples of semen and tissues of males and females and on their products which were stillbirths, fetus and offspring. Ten out of 12 females used showed specific antibodies against T. gondii after natural mating, being five from group GI and five from group GII. On several dates in which natural mating occurred, T. gondii was identified in semen samples of infected males by bioassay and PCR. Subsequently, after euthanasia, it was possible to isolate T. gondii in some of tissue samples from experimentally infected males. Moreover, by PCR and bioassay techniques it was also possible to identify T. gondii in tissue samples from experimentally infected females as well as their products (stillbirths, fetus and offspring). It was not possible to notice any clinical signs of toxoplasmosis Therefore, these results proved, for the first time, the sexual transmission of toxoplasmosis in goat species-
Formato: dc.formatxv, 121 f. : il., gráfs., tabs.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Relação: dc.relation102973-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectCaprino-
Palavras-chave: dc.subjectToxoplasmose-
Palavras-chave: dc.subjectMonta natural-
Palavras-chave: dc.subjectTransmissão sexual-
Palavras-chave: dc.subjectNatural mating-
Palavras-chave: dc.subjectGoats-
Palavras-chave: dc.subjectSexual transmission-
Palavras-chave: dc.subjectToxoplasmosis-
Título: dc.titleTransmissão sexual do Toxoplasma gondii (Nicolle & Manceaux, 1909) em caprinos (Capra hircus)-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.