A construção simbólica do espaço através da representação geográfica nos símbolos nacionais

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorBerg, Tiago José-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T20:55:28Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T20:55:28Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-06-11-
Data de envio: dc.date.issued2014-06-11-
Data de envio: dc.date.issued2014-01-27-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/104364-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/104364-
Descrição: dc.descriptionCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Geografia - IGCE-
Descrição: dc.descriptionEsta tese de doutorado esforça-se na compreensão dos temas geográficos presentes nos símbolos nacionais com o objetivo de entender de que forma e grau o território, a paisagem, o lugar e a região estão presentes em suas estruturas representativas. Sua argumentação reside no fato de que a fragmentação do espaço, como resultado da ação das potências imperialistas nos últimos séculos, preservou o status quo territorial desses países após a independência, criando uma série de Estados nacionais periféricos e semi-periféricos dentro do espaço político mundial, muitas vezes com uma fraca unidade étnico-lingüística associada ao baixo controle social, político e econômico. Nesse contexto, a representação de temas geográficos nos símbolos porta-se como uma forma discursiva dos Estados e do próprio nacionalismo para compensar tais ausências, associando os elementos do geográfico como substitutivos do povo e da sociedade, além das características heterogêneas uma determinada comunidade nacional, para realizar um discurso geopolítico de soberania, unidade e identidade em torno da nação-
Descrição: dc.descriptionThis thesis strives to understand the geographic themes present in national symbols with the aim of understand how the territory, landscape, place and region are present in its representative structures. My argument lies in the fact that fragmentation of space, as a result of the action of the imperialist powers in the past centuries, has preserved the territorial status quo in these countries after independence, creating a series of peripheral and semi-peripheral national states within the global political space often with a weak ethnic-linguistic unit associated with low social control, political and economic. In this context, the representation of geographic themes in symbols behaves as a discursive form of states and of the nationalism itself to compensate for such absences, combining elements of geography as substitutes of the people and society, and other heterogeneous characteristics of a specific national community, to undertake a geopolitical discourse of sovereignty, unity and identity around the nation-
Formato: dc.format192 f. : il.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectHuman geography-
Palavras-chave: dc.subjectGeografia humana-
Palavras-chave: dc.subjectGeopolitica-
Palavras-chave: dc.subjectNacionalismo-
Palavras-chave: dc.subjectImperialismo-
Palavras-chave: dc.subjectIdentidade-
Palavras-chave: dc.subjectSimbolos nacionais-
Título: dc.titleA construção simbólica do espaço através da representação geográfica nos símbolos nacionais-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.