Fatores associados com a experiência de cárie em crianças de 4 e de 6 anos de idade atendidas em um programa educativo-preventivo

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorPinto, Leila Maria Cesário Pereira-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T20:54:59Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T20:54:59Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-06-11-
Data de envio: dc.date.issued2014-06-11-
Data de envio: dc.date.issued2003-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/104244-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/104244-
Descrição: dc.descriptionFundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Ciência Odontólogica - FOA-
Descrição: dc.descriptionA cárie dentária é considerada a doença infecciosa crônica mais comum da infância. A pesquisa de sua manifestação tem como propósito identificar os fatores associados com o seu desenvolvimento e, dessa maneira, reduzir sua incidência. Assim, o objetivo desse estudo foi avaliar a experiência de cárie e identificar os fatores de risco associados com o seu desenvolvimento em crianças atendidas em um programa educativo-preventivo. A amostra desse estudo foi composta por 466 crianças, nas faixas etárias de 4 e de 6 anos, atendidas na Bebê-Clínica da Universidade Estadual de Londrina - PR. Exame clínico foi realizado para avaliar as condições dentárias e registrar o índice de placa. Um formulário foi aplicado às mães ou responsáveis para obter informações sobre fatores comportamentais e socioeconômico-culturais. Coleta de saliva foi realizada para avaliar os níveis de estreptococos do grupo mutans. Os dados foram submetidos à análise estatíst ica multivariada. Das 466 crianças examinadas, 112 (24,0%) desenvolveram a doença. Observou-se uma maior prevalência de cárie nas crianças aos 6 anos de idade, porém o padrão dos índices ceo-d e ceo-s foi quase o mesmo para as faixas etárias de 4 e de 6 anos. Os dentes mais afetados foram os incisivos centrais superiores e segundos molares inferiores aos 4 e 6 anos de idade respectivamente. Mostraram-se como fatores de risco para cárie, em ordem decrescente, a dificuldade em seguir as recomendações do programa, o início da utilização do fio dental somente após 24 meses de idade, renda per capita inferior a R$150,00, abandono da mamadeira após 48 meses de idade, a concepção dos pais de que algum dia o filho terá cárie e ausência de higienização bucal após utilização da mamadeira noturna. Níveis elevados de estreptococos do grupo mutans na saliva mostraram associação positiva...-
Descrição: dc.descriptionThe dental caries is considered the most common chronic infectious disease of the infancy. The research studies of its manifestation have the purpose to identify the factors wich are associated with its development and, thus, to reduce its incidence. Therefore, the aim of this study was to asses caries experience and to identify the risk factors associated with its development in children who are attended in a preventive-education program. The study sample included 466 children in the ages of four and six years, who are attended at Bebê-Clínica of Universidade Estadual de Londrina, Paraná, Brazil. The clinical examinations were conducted to evaluate dental conditions and plaque index register. A questionnaire was applied to the mothers or to the guardians to bring out information about the cultural, socioeconomic and behavioural risk factors. Saliva was collected to evaluate the mutans streptococci levels. Data was submitted to the multivariate statistic analysis. Among the 466 examined children, 112 (24,0%), has developed the disease. It was observed higher caries prevalence among the six-year-old children, although the dmft and dmfs indexes’ standard was almost the same for those aged 4 and 6 years. The most affected teeth were the maxillary central incisors and mandibular second molars in the ages of 4 and 6 years, respectively. It was showed as risk indicators for dental caries, in a decreasing order: the difficulties in following the program recommendations, the beginning of the use of dental floss after the child is 24 months old, per capita income below than 150,00 reais, to stop using baby bottle after 48 months old, the parents’conception that one day the children will have dental caries and the absence of toothbrushing habit after the use of nighttime bottle. It was found a positive association among high levels of Streptococcus mutans and deficient oral hygiene...(Complete abstract click electronic access below)-
Formato: dc.format100 f. : il. + anexo-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectHabitos alimentares-
Palavras-chave: dc.subjectPlacas dentarias-
Palavras-chave: dc.subjectCáries dentárias-
Palavras-chave: dc.subjectPrevalência-
Palavras-chave: dc.subjectStreptococcus mutans-
Título: dc.titleFatores associados com a experiência de cárie em crianças de 4 e de 6 anos de idade atendidas em um programa educativo-preventivo-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.