Autopercepção de saúde e avaliação das condições bucais dos escolares, de 6 a 15 anos de idade, do município de Pinheiro Preto - SC, 2002

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorMichel-Crosato, Edgard-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T20:54:55Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T20:54:55Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-06-11-
Data de envio: dc.date.issued2014-06-11-
Data de envio: dc.date.issued2003-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/104217-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/104217-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Odontologia Preventiva e Social - FOA-
Descrição: dc.descriptionO objetivo deste estudo foi verificar a prevalência de cárie dentária, fluorose, má-oclusão, doença periodontal e autopercepção de saúde bucal em escolares de 6 a 15 anos de idade, do Município de Pinheiro Preto, SC. Trata-se de um censo transversal, onde participaram 513 escolares, de ambos os sexos. Antes de sua realização, o projeto de pesquisa foi encaminhado ao comitê de Ética em Pesquisa da Universidade de Passo Fundo, RS, tendo sido aprovado. O levantamento foi realizado em setembro de 2002. A metodologia utilizada para o levantamento de cárie dentária e fluorose foi a da Organização Mundial de Saúde (OMS), 4ª edição. Para a má-oclusão foi utilizada a metodologia da OMS segundo 3ª edição e, para as condições periodontais, verificou-se presença ou ausência de doença. Para a mensuração da autopercepção foi utilizado o instrumento IODD. Os escolares foram examinados por 3 cirurgiões-dentistas devidamente calibrados, após obtenção do kappa apropriado (> 0,08). Os dados foram trabalhados no programa estatístico EPIINFO-6, e foram utilizados os testes de Kruskal-Wallis, Man-Withey, Correlação de Sperman e o teste do qui-quadrado (nível de significância de 5%). Aos 12 anos de idade, o CPO-D foi de 2,57. Detectou-se diferença estatisticamente significante entre condição socioeconômica e CPO-D (p<=0,05). O ceo aos 6 anos de idade foi de 4,41. Do total dos escolares, 13,26% não apresentaram problemas de má-oclusão, 51,66% apresentaram máoclusões muito leves ou leves, e 35,09% tinham má-oclusões de moderadas a severas. Em relação a fluorose dentária, 70,57% dos escolares não apresentavam essa patologia. A população estudada apresentou um impacto médio de 10,24% nas atividades diárias decorrentes de problemas odontológicos. Concluiu-se que a prevalência de cárie e alterações gengivais foi baixa;...-
Descrição: dc.descriptionThe objective of this report was to verify dental caries, fluorosis, malocclusion, periodontal disease prevalence, and also oral health selfperception among children and adolescents aged between 6 and 15 years old living in Pinheiro Preto – SC city, Southern Brazil. Before it was conducted, the protocol study was sent to the Passo Fundo – RS University Ethical Comitee, and it was approved. It was carried out a cross sectional prevalence census study. The participants were 513 (n=513), aged between 6 and 15 years, both sexes. The survey was carried out in September 2002. “Oral health Surveys, Basic Methods, 4th edition” (World Health Organization) was used to assess caries and fluorosis prevalence, and its 3rd edition to assess malocclusion. It was analized the presence or absence of periodontal disease and the OIDP was used to assess the oral health condition self-perception. The schoolchildren were examined by three calibrated dental surgeons, after obtaining appropriate kappa (> 0.08). Data were compiled at statistical package (EPIINFO-6), through Krushkal-Wallis, Mann-Whitney, Spearmann correlation and chi-square tests (level of significance of 5%). DMF-T at 12 years was 2.57. A significant statistical difference was obtained between socioeconomic status and DMF-T (p<0.05). It was found a dmf-t of 4.41 at the age of 6 years old. Among the schoolchildren, 13.26% didn´t had malocclusion problems, 51.66% had light or lighter malocclusions, and 35.09% presented moderate and severe ones. Among 6 years old participants, 73.68% were dental fluorosis free. 10.24% of the participants presented daily impacts because of dental problems. Dental caries and periodontal disease prevalence was low; malocclusion prevalence was high, but its severity was low (light or lighter malocclusion). Dental fluorosis is above the local standard in a community as Pinheiro Preto-SC, which has ideal...(Complete abstract click electronic access below)-
Formato: dc.format158 f. : il. anexo-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectEpidemiologia - 2002 - Santa Catarina-
Palavras-chave: dc.subjectSaúde bucal - 2002 - Santa Catarina-
Palavras-chave: dc.subjectQualidade de vida - 2002 - Santa Catarina-
Palavras-chave: dc.subjectSanta Catarina - Saúde bucal - 2002-
Título: dc.titleAutopercepção de saúde e avaliação das condições bucais dos escolares, de 6 a 15 anos de idade, do município de Pinheiro Preto - SC, 2002-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.