Aspectos sócio-dentários relacionados à transmissibilidade materna da cárie dentária e a percepção das mães sobre suas causas e seu controle

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorFadel, Cristina Berger-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T20:54:52Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T20:54:52Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-06-11-
Data de envio: dc.date.issued2014-06-11-
Data de envio: dc.date.issued2009-07-01-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/104202-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/104202-
Descrição: dc.descriptionCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Odontologia Preventiva e Social - FOA-
Descrição: dc.descriptionInvestigar a transmissibilidade da cárie dentária entre mães e filhos, por meio de características sociais e dentárias e verificar a representação social materna a respeito do processo saúde-doença bucal de seu filho constituem-se objetivos deste trabalho. Um estudo de natureza observacional, quanti-qualitativo foi desenvolvido com 272 pares de mães e filhos freqüentadores de Centros Municipais de Educação Infantil da cidade de Ponta Grossa/PR. As informações de interesse foram coletadas por meio de exame clínico bucal e de entrevista, com roteiro semi-estruturado, previamente testado e validado, abordando as seguintes variáveis: estado civil, número de filhos, escolaridade, vínculo empregatício, renda, freqüência de visitas ao cirurgião-dentista, necessidade de tratamento odontológico materna e experiência de cárie infantil. Os resultados mostraram associação entre variáveis sociais e dentárias maternas e a experiência de cárie nos filhos: 93% das crianças cujas mães apresentavam necessidade de tratamento odontológico já haviam experenciado a cárie, ao passo que apenas 38% das crianças de mães sem necessidade de tratamento haviam sido acometidas pela doença (X2=94,46, gl=1, p< 0,0001). Escolaridade, renda, número de filhos, freqüência de visitas ao cirurgião-dentista e necessidade de tratamento odontológico foram as variáveis maternas que apontaram significância estatística. As representações maternas revelaram-se muito similares para a condição e os determinantes gerais de saúde infantis, diferenciando-se no contexto saúde-doença bucal. Conclui-se que os indicadores sócio-dentários maternos desfavoráveis associam-se positivamente à experiência da cárie dentária na criança e as representações sociais maternas constituem-se um importante instrumento de informação em saúde, devendo ser consideradas no processo de formulação de políticas públicas em saúde bucal.-
Descrição: dc.descriptionTo investigate the transmissibility of dental caries among mothers and their children through social and dental characteristics and to verify the mother´s social representation regarding the oral health and illness process from their sons and daughters were objectives of this work. An observational study, qualiquantitative was developed with 272 pairs of mothers and children frequenting Municipal Centers for Child Education from the city of Ponta Grossa/PR. The interest information was collected by means of oral clinical examination and of interview, with half-structured script, previously tested and validated, addressing the following variables: marital status, number of children, schooling, employment, income, frequency of visits to the dentist, maternal´s need for treatment and child´s experience of dental caries. The results confirmed the association between social and dental maternal variables and the experience of dental caries in their children: 93% of children whose mothers had needed treatment had experienced dental caries, while only 38% of children of mothers without the need for treatment had been affected by the disease (X2 = 94,46, df = 1, p <0 , 0001). Education, income, number of children, frequency of visits to the dentist and need for dental treatment were the maternal variables that showed statistical significance. Maternal representations were very similar to the general condition and the determinants of child health, differentiating itself in the oral health and illness. It is concluded that the adverse social and dental maternal indicators associate positively with the child´s experience of dental caries and the mother´s social representations consist in an important instrument for health information, that should be considered in the formulation process of public policies in oral health.-
Formato: dc.format122 f. : il. + 1 CD-ROM-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectSaúde bucal-
Palavras-chave: dc.subjectPercepção social-
Palavras-chave: dc.subjectCáries dentárias-
Palavras-chave: dc.subjectRelações mãe-filho-
Palavras-chave: dc.subjectCárie dentária-
Palavras-chave: dc.subjectTratamento dentário - Condições sociais-
Palavras-chave: dc.subjectMother-Child relations-
Palavras-chave: dc.subjectOral health-
Palavras-chave: dc.subjectSocial perception-
Palavras-chave: dc.subjectDental caries-
Título: dc.titleAspectos sócio-dentários relacionados à transmissibilidade materna da cárie dentária e a percepção das mães sobre suas causas e seu controle-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.