Anticorpos policlonais e monensina sódica na alimentação de bovinos jovens confinados com dietas de alto concentrado

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorMillen, Danilo Domingues-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T20:54:38Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T20:54:38Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-06-11-
Data de envio: dc.date.issued2014-06-11-
Data de envio: dc.date.issued2010-04-19-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/104131-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/104131-
Descrição: dc.descriptionFundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)-
Descrição: dc.descriptionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Zootecnia - FMVZ-
Descrição: dc.descriptionO objetivo deste estudo foi estudar os efeitos da suplementação do preparado de anticorpos policlonais (PAP) ou monensina sódica (MON) sobre o desempenho, características de carcaça, perfil metabólico sanguíneo, flutuação da ingestão de matéria seca (IMS) e incidências de rumenites e abscessos de fígado. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado em arranjo fatorial 2 × 2, com seis repetições por tratamento, nos quais 48 bovinos machos inteiros de cada grupo genético (GG) avaliado [Brangus (BR) ou Nelore (NE)] foram alimentados com dietas contendo MON ou PAP fornecidos diariamente nas doses de 30 e 300 mg/kg de MS, respectivamente. Os animais passaram por três fases durante o estudo: adaptação (ADAP), crescimento, e terminação. As dietas fornecidas nestes períodos continham 55, 70 e 85% de concentrado, respectivamente. Não foi observado (P > 0,05) efeito principal dos aditivos alimentares (AA) sobre a maioria das características de desempenho, com exceção à IMS em quilos e em porcentagem do peso vivo, onde bovinos recebendo MON apresentaram (P < 0,05) menores IMS. Foi observado (P < 0,01) efeito principal dos AA e dos GG sobre as concentrações de bicarbonato, total de CO2 e excesso de base no fluído extra-celular, onde bovinos recebendo PAP, e aqueles da raça BR, apresentaram maiores concentrações desses metabólitos no sangue. Animais que receberam PAP e aqueles da raça BR, apresentaram maiores (P < 0,01) valores de pH na fase de ADAP que animais suplementados com MON (7,427 vs. 7,400) e animais NE, respectivamente. Bovinos BR apresentaram (P < 0,01) maior ganho de peso diário que bovinos NE em ambas as fases, contudo conversão alimentar similar (P > 0,05). Por outro lado, bovinos NE mostraram maior (P < 0,05) incidência de lesões ruminais. Assim sendo, a suplementação de PAP pode ser uma eventual alternativa...-
Descrição: dc.descriptionThis study, conducted at the São Paulo State University feedlot, Botucatu Campus, Brazil, was designed to test monensin (MON) and a polyclonal antibody preparation (PAP) against rumen bacteria on feedlot performance of Brangus (BR) and Nellore (NE) cattle. The experiment was designed as a 2 × 2 factorial arrangement using repeated measures over time, replicated 6 times (4 bullocks/pen), in which 48 8-mo-old bullocks of each of two breeds (BD) evaluated were fed diets containing either MON at 30 mg•kg-1 or PAP at 300mg•kg-1 of dry matter (DM). Measures over time were taken according to the phase and level of concentrate fed during the study: 55, 70 and 85%. Phases were named adaptation (AD), growing (GR), and final (FN), respectively. No significant (P > 0.05) feed additives (FA) main effect was observed for any of the feedlot performance variables, with the exception (P < 0.05) of DM intake expressed in kg (PAP= 7.60; MON=7.24) and in % of body weight (PAP= 2.11; MON=2.03). Feeding MON led to greater (P < 0.05) subcutaneous fat deposition throughout the study, and decreased (P < 0.05) the final rib eye area (RBA). As a result a reduced (P < 0.05) RBA deposition, mainly in GR phase, it was observed when feeding MON was compared to feeding PAP. A significant (P < 0.01) FA and BD main effects were found for bicarbonate, total CO2, and base excess in extracellular fluid, where bullocks receiving PAP, and those BR cattle, presented greater concentrations of these metabolites in the blood. Likewise, BR cattle and bullocks receiving PAP had (P < 0.01) higher blood pH in the AD phase than NE cattle and bullocks fed MON (7.427 vs. 7.400), respectively. BR had greater (P < 0.01) average daily gain in GR and FN phases, but similar (P > 0.05) feed conversion was observed. On the other hand, NE bullocks presented greater (P < 0.05) incidence of rumenites. Thus, feeding PAP may... (Complete abstract click electronic access below)-
Formato: dc.formatv, 171 f.: grafs., tabs.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectNelore (Zebu)-
Palavras-chave: dc.subjectImunoglobulinas-
Palavras-chave: dc.subjectCarne - Carcaça-
Palavras-chave: dc.subjectMonensina-
Palavras-chave: dc.subjectRumenites-
Palavras-chave: dc.subjectAbscesso hepático-
Palavras-chave: dc.subjectBrangus-
Palavras-chave: dc.subjectCarcass-
Palavras-chave: dc.subjectLiver abscess-
Palavras-chave: dc.subjectNellore-
Palavras-chave: dc.subjectRumenites-
Título: dc.titleAnticorpos policlonais e monensina sódica na alimentação de bovinos jovens confinados com dietas de alto concentrado-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.