Papel dos mecanismos mediados pelo fator de liberação de corticotrofina e pelo complexo receptor N-Metil-D-Aspartato-Óxido Nítrico nas reações associadas a estímulos aversivos

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorMiguel, Tarciso Tadeu-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T20:54:22Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T20:54:22Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-06-11-
Data de envio: dc.date.issued2014-06-11-
Data de envio: dc.date.issued2010-08-28-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/104040-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/104040-
Descrição: dc.descriptionFundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Ciências Fisiológicas - FOAR-
Descrição: dc.descriptionOs confrontos dos animais com situações que induzem medo e ansiedade resultam em uma série de respostas comportamentais defensivas (ex. luta, fuga, imobilidade, vocalização, etc.), ativação neurovegetativa (ex. taquicardia, hipertensão, defecação, etc.), antinocicepção, além de influenciar o comportamento agressivo e aumentar a vulnerabilidade à dependência e recaída ao uso de drogas. Com base no potencial efeito ansiogênico dos neurotransmissores glutamato (via ativação do complexo receptor NMDA-óxido nítrico) e fator liberador de corticotrofina (via receptores CRF1 e CRF2), este estudo investigou o papel desses mediadores, através de injeções sistêmicas, na matéria cinzenta periaquedutal (MCP) ou no núcleo dorsal da rafe (NDR), nas respostas apontadas acima. Os seguintes modelos foram utilizados: labirinto em cruz elevado (LCE, ansiedade), injeção de formalina a 2,5% (nocicepção), conflito intruso-residente (agressão) e estresse de derrota social (dependência à cocaína). Os resultados indicaram: a) o efeito ansiogênico do agonista de receptores NMDA (N-metil-D-aspartato; NMDA) na MCP foi antagonizado pela inibição da enzima de síntese de NO, b) os efeitos ansiogênico e antinociceptivo do CRF na MCP foram via ativação de receptores CRF1 (mas não CRF2) e independentes de NO, c) os efeitos aversivo e antinociceptivo do NO (via administração de um doador de NO) na MCP mostraram-se sensíveis ao bloqueio de receptores CRF1, d) a ativação de receptores CRF2 intra-NDR reduziu o comportamento agressivo induzido pelo conflito intruso-residente, e) o tratamento sistêmico com antagonista CRF1 bloqueou a sensibilização comportamental à cocaína e atenuou o aumento do consumo da mesma induzidos pelo estresse da derrota social-
Descrição: dc.descriptionAnimal confrontation against fear/anxiety-induced situations results in a repertory of behavioral defensive responses (e.g., fight, flight, immobility, vocalization), neurovegetative activation (e.g., tachycardia, hypertension, defecation), antinociception, as well as affects aggressive behavior and increases animals vulnerability to addiction and relapse to drug take. Based on the potential anxiogenic effect elicited by glutamate (via activation of NMDA-nitric oxide receptor complex) and corticotropin releasing factor (via CRF1 and CRF2 receptors), this study investigated the effect of systemic, intra-periaqueductal gray (PAG) or intradorsal raphe nucleus (DRN) injections of these mediators on the above described responses. The following animal models were used: elevated plus maze (EPM, anxiety test), formalin 2.5% injection (nociceptive test), resident-intruder conflict (aggression test) and social defeat stress (to induce cocaine addiction). Results indicated that: a) the anxiogenic effect elicited by intra-PAG injection of glutamate NMDA (N-methyl-D-aspartate; NMDA) receptor agonist was antagonized by prior local infusion an NO synthase inhibitor, b) the anxiogenic and antinociceptive effects elicited by intra-PAG CRF were mediated by CRF1 (but not CRF2) receptor activation and did not depend on NO synthesis, c) the aversive and antinociceptive effects of NO production (induced by intra-PAG injection of a NO donor) were sensitive to CRF1 blockade, d) activation of the CRF2 receptor within the DRN attenuated aggressive behavior elicited by resident-intruder conflict, e) systemic treatment with CRF1 receptor antagonist inhibited cocaine behavioral sensitization and social-defeat stress-induced cocaine consumption-
Formato: dc.format209 f.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectAnsiedade-
Palavras-chave: dc.subjectaSistema nervoso central-
Palavras-chave: dc.subjectComportamento animal - Efeito de drogas-
Palavras-chave: dc.subjectFator de liberação de corticotrofina-
Palavras-chave: dc.subjectAnxiety-
Palavras-chave: dc.subjectAnimal behavior-
Palavras-chave: dc.subjectDrug effects-
Palavras-chave: dc.subjectCentral nervous system-
Palavras-chave: dc.subjectCorticotropin-releasing factor-
Título: dc.titlePapel dos mecanismos mediados pelo fator de liberação de corticotrofina e pelo complexo receptor N-Metil-D-Aspartato-Óxido Nítrico nas reações associadas a estímulos aversivos-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.