A formação inicial do professor de língua inglesa: teoria e prática em questão

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorDaniel, Fátima de Gênova-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T20:52:59Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T20:52:59Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-06-11-
Data de envio: dc.date.issued2014-06-11-
Data de envio: dc.date.issued2009-06-25-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/103530-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/103530-
Descrição: dc.descriptionPós-graduação em Estudos Linguísticos - IBILCE-
Descrição: dc.descriptionEstudos em Formação de Professores de Línguas (GIMENEZ, 2005; VIEIRA-ABRAHÃO, 2002) apontam para a necessidade de uma proposta de formação na qual o professor não mais fique atrelado a modelos e pacotes previamente definidos que nem sempre são adequados ao seu contexto e o paradigma reflexivo (DEWEY, 1997; SCHÖN, 1983; ZEICHNER, 1993; KUMARAVADIVELU, 2003) pode atender tais necessidades. Trata-se de um processo gradativo que demanda reflexão e aprofundamento teórico (VIEIRA-ABRAHÃO, 1999) e seu principal objetivo é a promoção da autonomia do professor, o que lhe confere poder e responsabilidade. Diante dessa questão, este estudo envolveu uma formadora e sete alunosprofessores (APs) da disciplina Prática de Ensino em contexto de universidade privada. Buscamos investigar as ações práticas e o discurso da formadora na busca pela interação entre os componentes teóricos e práticos, e como tal interação é percebida nas ações e nos discursos dos APs durante as aulas e na realização de seus projetos de estágio supervisionado. Os instrumentos e procedimentos incluíram questionários, entrevistas, gravações em áudio e vídeo, observações de aula, sessões de história de vida e de visionamento. Os resultados apontam para as complexidades e as incertezas da formadora quanto à real promoção da autonomia de seus alunos, quanto à coerência entre o programa proposto e a prática efetiva e quanto ao papel da teoria acadêmica dentro do processo de formação inicial. Os resultados sugeriram também divergências entre as culturas de ensinar e aprender dos alunos-professores e da professora-formadora, sendo que alguns APs apresentaram expectativas de uma postura diretiva da formadora, contrapondo-se às suas propostas que visavam à descoberta e à autonomia dos mesmos. Quanto aos APs, os resultados sugeriram que há uma visão dicotômica sobre teoria e prática...-
Descrição: dc.descriptionStudies on Language Teacher Education (GIMENEZ, 2005; VIEIRA-ABRAHÃO, 2002) point towards the need for an education program in which teachers are no longer dependant on closed teaching “packages” which may be inappropriate for their specific contexts and the reflective paradigm (DEWEY, 1997; SCHÖN, 1983; ZEICHNER, 1993; KUMARAVADIVELU, 2003) may suit those needs. It is a gradual process which demands reflection and theoretical deepening (VIEIRA-ABRAHÃO, 1999) and its main purpose is the promotion of teacher’s autonomy, which in turn confers power and responsibility on the teacher. This study was carried out with a teacher educator and seven student teachers taking the subject Teaching Practices in a private university. It aimed at investigating the teacher educator’s practices and discourse towards the relation theory-practice and how such relation may be expressed in the student teachers´ practices and discourse during their supervised teaching practices. The instruments and procedures included questionnaires, interviews, audio and video recordings, field notes, narratives and visioning sessions. Results include the teacher educator’s uncertainties concerning the real promotion of the student teachers´ autonomy, the coherency between the syllabus and her practices and the role of academic theory in initial teacher education. Results also suggest there are divergences between the cultures of teaching and learning among the participants, as students expected directive practices whilst the teacher educator’s proposals were more linked to discovery, exploration and autonomy. As for the student teachers, results suggested there is a dichotomic view on theory and practice, the former seen as directing the latter; beliefs are predominant in decision making when implementing practices and the lack of linguistic-communicative competence hindered... (Complete abstract click electronic access below)-
Formato: dc.format317 f. : il.-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectInitial teacher education-
Palavras-chave: dc.subjectTheory and practice-
Palavras-chave: dc.subjectCompetence-
Palavras-chave: dc.subjectBeliefs-
Palavras-chave: dc.subjectLingüística aplicada-
Palavras-chave: dc.subjectLíngua inglesa - Estudo e ensino-
Palavras-chave: dc.subjectProfessores de ingles - Formação-
Palavras-chave: dc.subjectFormação de professores - Crenças-
Palavras-chave: dc.subjectFormação de professores - Teoria e prática-
Palavras-chave: dc.subjectFormação de professores - Competências-
Título: dc.titleA formação inicial do professor de língua inglesa: teoria e prática em questão-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.