Caracterização de camadas nitrocementadas por plasma produzidas no aço inoxidável austenítico AISI 316L

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorUniversidade Estadual Paulista (UNESP)-
Autor(es): dc.creatorCasteletti, Luiz Carlos-
Autor(es): dc.creatorFernandes, Frederico Augusto Pires-
Autor(es): dc.creatorLombardi-Neto, Amadeu-
Autor(es): dc.creatorPicon, Carlos Alberto-
Autor(es): dc.creatorTremiliosi-Filho, Germano-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-03-10T16:51:05Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-03-10T16:51:05Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-05-20-
Data de envio: dc.date.issued2014-05-20-
Data de envio: dc.date.issued2010-03-01-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.1590/S0370-44672010000100024-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://hdl.handle.net/11449/10032-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/11449/10032-
Descrição: dc.descriptionConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)-
Descrição: dc.descriptionCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)-
Descrição: dc.descriptionCNPq: 150799/2008-0-
Descrição: dc.descriptionA dureza e, conseqüentemente, a resistência ao desgaste dos aços inoxidáveis austeníticos podem ser acentuadamente aumentadas, sem perdas na resistência à corrosão, com a produção de camadas superficiais pelo tratamento de nitrocementação por plasma. Nesse trabalho, foram nitrocementadas por plasma, na temperatura de 450°C, amostras do aço AISI 316L. As camadas obtidas foram caracterizadas por meio de ensaios micrográficos, de microdureza e de microdesgaste. A camada produzida constituiu-se de duas regiões, sendo a mais externa constituída de nitrocarbonetos de cromo e, abaixo dela, verificou-se a presença de austenita expandida, rica em nitrogênio, com dureza próxima a 850HV. A espessura média total da camada foi de, aproximadamente, 40µm. Sua resistência ao desgaste foi muito superior à do substrato.-
Descrição: dc.descriptionHardness and consequently wear resistance of austenitic stainless steel can be highly increased, without losing corrosion resistance, by plasma nitrocarburizing surface treatment. In this re-search, an AISI 316L stainless steel was plasma nitrocarburized at 450°C, and the obtained layers were characterized by optical microscopy, microhardness and micro-wear tests. It was verified that the layer is composed of chromium nitrides precipitates and beneath them, a nitrogen rich expanded austenite, with hardness around 850HV. The total average thickness of the layer was about 40µm and presented good uniformity. The wear resistance of the layer was much higher than that of the substrate.-
Formato: dc.format143-146-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherEscola de Minas-
Relação: dc.relationRem: Revista Escola de Minas-
Relação: dc.relation0,132-
Direitos: dc.rightsopenAccess-
Palavras-chave: dc.subjectPlasma-
Palavras-chave: dc.subjectnitrocementação-
Palavras-chave: dc.subjectaço inoxidável-
Palavras-chave: dc.subjectAISI 316L-
Palavras-chave: dc.subjectPlasma-
Palavras-chave: dc.subjectnitrocarburizing-
Palavras-chave: dc.subjectstainless steel-
Palavras-chave: dc.subjectAISI 316L-
Título: dc.titleCaracterização de camadas nitrocementadas por plasma produzidas no aço inoxidável austenítico AISI 316L-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:Repositório Institucional - Unesp

Não existem arquivos associados a este item.