AUTOCONCEITO EM MATEMÁTICA: CONTRIBUIÇÕES DA MODELAGEM MATEMÁTICA PARA O SEU DESENVOLVIMENTO

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorINSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTOpt_BR
Autor(es): dc.contributor.authorLIMA, Tatiane da Silva-
Autor(es): dc.contributor.authorLORENZONI, Luciano Lessa-
Autor(es): dc.contributor.authorREZENDE, Oscar Luiz Teixeira de-
Data de aceite: dc.date.accessioned2020-09-27T13:06:38Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2020-09-27T13:06:38Z-
Data de envio: dc.date.issued2019-12-12-
identificador: dc.identifier.otherPRODUTO EDUCACIONAL_E-BOOK_TATIANE DA SILVA LIMA _EDUCIMATpt_BR
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/580958-
Resumo: dc.description.abstractNo nosso dia a dia escolar refletimos constantemente a respeito das nossas práticas e do desenvolvimento dos nossos alunos. Nos questionamos o que fazer e como fazer para avançarmos na questão da aprendizagem e da formação cidadã. Particularmente, a Matemática é a disciplina apontada como uma das responsáveis pelo fracasso escolar dos alunos. Em geral, a Matemática ou é amada ou é odiada pelos alunos. O sentimento de repulsa pela Matemática, muitas vezes e, muito cedo, é reforçado pela família, comunidade escolar e sociedade, que reproduz expressões tais como “a Matemática é o bicho”, “eu não consigo aprender Matemática mesmo”, “a Matemática é para alguns”, ... reforçando o mito de que a Matemática é inatingível para muitos. Esse senso comum se reflete na sala de aula, onde percebemos que muitos alunos ficam desinteressados em aprender determinados conteúdos matemáticos, bem como desmotivados em relação à disciplina Matemática. Essa desmotivação, dentre outros fatores, se deve à maneira como os alunos são apresentados a essa disciplina e as experiências anteriores de fracasso ou sucesso na aprendizagem que ao longo da vida influenciam sua percepção sobre a Matemática. Autoconceito em matemática: contribuições da modelagem matemática para o seu desenvolvimento A Psicologia Educacional vem questionando se a aprendizagem e o desempenho acadêmico dos alunos resulta somente das capacidades cognitivas. Souza e Brito (2008) apontam um crescente estudo na valorização de outras variáveis que envolvem a aprendizagem em Matemática, como atitude, afeto, autoconceito, criatividade, habilidade, representação mental, formação de conceitos, entre outras que muitas vezes não são observadas. Estudos de Bandura (1986), Burns (1986) e Campbell et al. (1996) indicam que experiências com os professores, com outros colegas e a maneira como são ministradas as aulas interferem no julgamento dos alunos a respeito de sua aprendizagem, o que influencia na sua postura diante das aulas e tarefas propostas. Essas pesquisas mostram que o desempenho escolar não concerne apenas às capacidades cognitivas e apontam que os fatores afetivos e motivacionais são tão importantes quanto os cognitivos no processo de aprendizagem. Autoconceito em matemática: contribuições da modelagem matemática para o seu desenvolvimento Especificamente, aqui neste texto, focaremos no autoconceito. Mas, você sabe o que é autoconceito? Como ele se constitui e se desenvolve? Sabia que pessoas com autoconceito em Matemática positivo tem um melhor rendimento acadêmico nessa disciplina? O autoconceito surge como a percepção que os indivíduos possuem sobre si próprios e de pessoas que consideram significativas. Por meio dessa sua percepção, os indivíduos realizam avaliações acerca das suas capacidades e competências (Bandura, 1986). Autoconceito em matemática: contribuições da modelagem matemática para o seu desenvolvimento O autoconceito em Matemática tem sido considerado importante mediador na solução de problemas, uma vez que determina a quantidade de tempo e esforço despendido na realização das tarefas (PAJARES & MILLER, 1994). Assim, podemos pensar numa associação entre o desenvolvimento dos estudantes e um autoconceito positivo em Matemática, quando o aluno reconhece as próprias capacidades, seu potencial e sua confiança em aprender matemática, mesmo encontrando dificuldades, mas acreditando que pode superá-las. Considerando que o autoconceito se forma a partir das experiências, as atitudes em relação à matemática influenciam e são influenciadas pelo ensino dessa disciplina, pela maneira como ela é trabalhada na escola, pelas habilidades que são exigidas do indivíduo e pelo sucesso ou insucesso na realização das tarefas matemáticas. A escola, muitas vezes, se preocupa em transmitir informações, desenvolver destreza, ensinar estratégias, não se preocupando com o lado afetivo, com os sentimentos que estão presentes em todas as ações do indivíduo. Assim, acreditamos que a formação de autoconceito positivo em relação à Matemática deve ser um objetivo a ser alcançado durante a trajetória escolar. Esse guia tem como objetivo nos fazer refletir sobre a importância do autoconceito acadêmico em Matemática e apresentar uma possibilidade do seu desenvolvimento por meio da construção de um ambiente de Modelagem Matemática. Ressaltamos que o que tange ao desenvolvimento do autoconceito não se restringe apenas a disciplina de Matemática, mas também, a todas as demais e que existem outras possibilidades para o seu desenvolvimento na prática escolar, além da Modelagem Matemática. Organizamos este material em duas partes. Na primeira parte, trazemos uma breve discussão teórica em torno da importância do autoconceito no processo formativo dos estudantes, além de elementos que evidenciam possibilidades de conexões dessa variável e a Matemática. Na segunda parte apresentamos nossa experiência com a Modelagem Matemática e sua influência no autoconceito em matemática de estudantes do 7º ano do Ensino Fundamental. Fica o convite a reflexão e a colocar a mão na massa, usando da sua criatividade e experiência, para desenvolver e adaptar estratégias que favoreçam o autoconceito positivo em Matemática.pt_BR
Tamanho: dc.format.extent19,3MBpt_BR
Tipo de arquivo: dc.format.mimetypePDFpt_BR
Idioma: dc.language.isopt_BRpt_BR
Direitos: dc.rightsAttribution-NonCommercial 3.0 Brazil*
Licença: dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc/3.0/br/*
Palavras-chave: dc.subject1. Matemática – estudo e ensino. 2. Matemática - autoconceito. 3. Matemática - modelagempt_BR
Título: dc.titleAUTOCONCEITO EM MATEMÁTICA: CONTRIBUIÇÕES DA MODELAGEM MATEMÁTICA PARA O SEU DESENVOLVIMENTOpt_BR
Tipo de arquivo: dc.typelivro digitalpt_BR
Curso: dc.subject.coursePROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS E MATEMÁTICApt_BR
Área de Conhecimento: dc.subject.disciplineCURSO DE MESTRADO EM EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS E MATEMÁTICApt_BR
Aparece nas coleções:Área de Ensino-PG CAPES


Este item está licenciado sob uma Licença Creative Commons Creative Commons