O MOVIMENTO DA APRENDIZAGEM DOCENTE SOBRE FRAÇÕES: IDEIAS E REFLEXÕES EM FORMAÇÃO CONTÍNUA DE PROFESSORES DOS ANOS INICIAIS

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorInstituto Federal do Espírito Santopt_BR
Autor(es): dc.contributor.authorLOPES, Aparecida Ferreira-
Autor(es): dc.contributor.authorSILVA, Sandra Aparecida Fraga da-
Data de aceite: dc.date.accessioned2020-02-13T11:20:38Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2020-02-13T11:20:38Z-
Data de envio: dc.date.issued2017-12-21-
identificador: dc.identifier.otherLivro Didático Digitalpt_BR
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/564265-
Resumo: dc.description.abstractA partir de uma formação continuada com professores dos anos iniciais, em forma de curso de extensão ofertado pelo Instituto Federal do Espírito Santo – Ifes – a partir do Grupo de Pesquisa em Práticas Pedagógicas em Matemática - Grupem, refletimos e discutimos sobre frações e seus diferentes significados. Nesta ação, organizamos uma coletânea intitulada Formação de professores dos anos iniciais sobre frações na perspectiva Histórico-Cultural que se constituiu como produto educacional de três pesquisas de mestrado desenvolvidas no programa de Pós-graduação de Educação em Ciências e Matemática - EDUCIMAT em ações no Laboratório de Ensino de Matemática LEM - do Ifes Campus Vitória. Este livro corresponde ao segundo volume da coletânea, nele trazemos ações e tarefas desenvolvidas no curso com diálogos que realizamos e indicativos de como podem ser trabalhadas em outras formações ou em sala de aula para discutir frações e seus diferentes significados. Estudos como os de Cyrino e Oliveira (2014) afirmam que o ensino de frações não vem sendo abordado de forma satisfatória, de modo a possibilitar um ensino em que há indícios de apropriações do conceito de frações e seus diferentes significados pelos estudantes dos anos iniciais. Por esse motivo, professores sentem-se inseguros para trabalhar o ensino de frações em aulas de Matemática. A partir destes indícios, surgiu nossa pesquisa com formação de professores dos anos iniciais, mais detalhes podem ser vistos em Lopes (2017). Este material foi produzido na intenção de contribuir com a qualidade do ensino de frações a partir da ampliação de conhecimento sobre o conceito de frações e seus diferentes significados. Trouxemos o processo lógico-histórico do conceito de frações, as ideias que abordamos em nossa pesquisa, as situações desencadeadoras de aprendizagem usadas como tarefas de formação desenvolvidas, algumas reflexões dos professores e sugestões para aplicação. É importante dizer que o processo lógico-histórico do conceito foi relevante neste curso porque entendemos que abordando esse processo há uma possibilidade maior de compreensão da necessidade de criação de tal conteúdo matemático. Percebemos como o conhecimento do processo lógico-histórico, o que fez com que as frações surgissem, contribuiu para maior segurança no ensino desse conceito matemático. Saber que tudo partiu de uma necessidade de um coletivo, uma necessidade humana de unificar e representar a medida. Todo o curso se baseou na perspectiva Histórico –cultural que considera que o ser humano não está pronto, ele se modifica a partir da relação com o outro na interação com o meio, quando entende o meio que vive, conhece o processo histórico e cultural em que está inserido e, que a partir dele e na interação com ele, se transforma e transforma o meio. Nesse contexto, professores discutiram de forma coletiva, narrando e refletindo suas práticas após aplicarem em suas salas de aula, tarefas propostas no curso de extensão. Defendemos que este material pode ajudar o professor que ensinam Matemática, nos anos iniciais ou outros níveis da educação básica, a perceberem que ações e sugestões apontam novas possibilidades de práticas no que se refere ao ensino de frações e seus diferentes significados. Deixamos claro que este produto educacional aponta sugestões para você professor a partir do processo histórico-cultural em que está inserido, adequá-las a cada realidade. Não é para o professor ou formador reproduzir da mesma forma em sala de aula ou em formação continuada. Mas que possa se motivar a partir do que discutimos a estudar e criar situações desencadeadoras de aprendizagens em suas aulas de matemática.pt_BR
Tamanho: dc.format.extent29.606kbpt_BR
Tipo de arquivo: dc.format.mimetypePDFpt_BR
Idioma: dc.language.isopt_BRpt_BR
Direitos: dc.rightsAttribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Brazil*
Licença: dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/3.0/br/*
Palavras-chave: dc.subjectFormação de professorespt_BR
Palavras-chave: dc.subjectSignificado de fraçõespt_BR
Palavras-chave: dc.subjectMovimento lógico-histórico do conceito de fraçõespt_BR
Palavras-chave: dc.subjectHistórico-culturalpt_BR
Palavras-chave: dc.subjectAnos iniciaispt_BR
Título: dc.titleO MOVIMENTO DA APRENDIZAGEM DOCENTE SOBRE FRAÇÕES: IDEIAS E REFLEXÕES EM FORMAÇÃO CONTÍNUA DE PROFESSORES DOS ANOS INICIAISpt_BR
Tipo de arquivo: dc.typelivro digitalpt_BR
Curso: dc.subject.courseEducação em ciências e matemáticapt_BR
Área de Conhecimento: dc.subject.disciplinePráticas pedagógicas no ensino de matemáticapt_BR
Aparece nas coleções:Área de Ensino-PG CAPES


Este item está licenciado sob uma Licença Creative Commons Creative Commons