Compreensões sobre formação docente no âmbito do PROEJA : do discurso estratégico ao discurso comunicativo

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorDevechi, Catia Piccolo Viero-
Autor(es): dc.creatorSoares, Sebastião Silva-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:25:24Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:25:24Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-12-16-
Data de envio: dc.date.issued2014-12-16-
Data de envio: dc.date.issued2014-12-16-
Data de envio: dc.date.issued2014-11-14-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/17377-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.26512/2014.11.D.17377-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/631284-
Descrição: dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, 2014.-
Descrição: dc.descriptionEsta pesquisa teve por objetivo compreender as possibilidades e os desafios encontrados na implementação da política de formação docente para o PROEJA a partir da visão dos professores atuantes no programa. Para tanto, procuramos alcançar os seguintes objetivos específicos: averiguar os propósitos legais que perpassam a formação docente no contexto do PROEJA; analisar o percurso formativo e prático dos professores que trabalham no PROEJA; analisar a adesão e/ou a resistência dos docentes atuantes no PROEJA em relação à política de formação docente; averiguar a influência da formação para o PROEJA na prática pedagógica; discutir a possibilidade de uma comunicação mais ampliada no tratamento da formação dos professores para o PROEJA. O estudo foi construído com base em quatro eixos de análise: política de formação docente – Nóvoa (1995), Garcia (1999), Gatti (2010), Veiga e Quixadá (2012), Freire (2012), Shiroma (2003), Pimenta (2002) –; Educação de Jovens e Adultos – Machado (2008), Cunha (1999), DI Pierro (2005), Soares (2004), Ribeiro e Vera Massagão (2001) –; educação profissional e tecnológica – Ciavatta (2012), Otranto (2010), Moura (2006), Kuenzer (2007), Filho (2010) –; racionalidade comunicativa e o agir comunicativo – Habermas (1989), Devechi; Trevisan (2011), Boufleuer (1997), Longhi (2008) e Prestes (1999), entre outros autores. Os sujeitos da pesquisa foram os professores atuantes no curso de Técnico em Manutenção e Suporte para Internet, integrado ao ensino médio, na modalidade de Educação de Jovens e Adultos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás – campus Luziânia. Por meio da abordagem hermenêutica crítica e reconstrutiva, buscamos compreender o contexto da formação desses professores utilizando a análise documental, o questionário e a entrevista para a produção de dados. Constatamos a partir da visão dos docentes que a política de formação docente para o PROEJA vem sendo desenvolvida de maneira particular em cada instituição, principalmente no que se refere ao ingresso do professor nos cursos de formação inicial e continuada para trabalhar com jovens e adultos. Verificamos que muitos professores não conhecem a política ou não tiveram a oportunidade de participar de programas de formação devido a questões pessoais e profissionais. No final do estudo, por meio de releitura dos dados produzidos, apresentamos possíveis contribuições da teoria do agir comunicativo para a formação dos professores, a fim de discutir a possibilidade de uma comunicação mais ampliada no tratamento da formação dos professores para o PROEJA e no processo de implantação do programa. Portanto, concluímos que a proposta de formação docente para o PROEJA é ainda uma realidade distante na visão da maioria dos professores, principalmente quando se refere ao acesso e à permanência dos docentes, sendo que boa parte dos professores não apresenta uma formação para atuar no PROEJA. Por outro lado, o estudo aponta a necessidade de valorizarmos, na educação, ações pedagógicas orientadas para uma aprendizagem comunicativa, no sentido da melhor compreensão sobre o assunto.-
Descrição: dc.descriptionThis research aimed to understand the possibilities and the challenges encountered in implementing the teacher training policy for PROEJA. To do so, we sought to achieve the following specific goals: to explore legal purposes involving teaching training within the PROEJA; analyze the educational and practical routes of teachers acting in PROEJA; analyze the PROEJA's teachers adherence and/or resistance regarding teachers training policy; investigate the influence PROEJA's teachers training in their pedagogical practice; discuss the possibility of a broader communication about PROEJA's teacher training. The study was built on four pillars of analysis: Teacher Training Policy: Nóvoa (1995), Garcia (1999), Gatti (2010), Veiga e Quixadá (2012), Freire (2012) Shiroma (2003), Pimenta (2002) - Youth and Adults Education: Machado (2008), Cunha (1999), DI Pierro (2005), Soares (2004), Ribeiro and Vera Massagão (2001) - Professional and Technological Education: Ciavatta (2012), Otranto (2010), Moura (2006), Kuenzer (2007), Filho (2010) - Communicative Rationality and Theory of Communicative Action: Habermas (1989), Devechi; Trevisan (2011), Boufleuer (1997), Longhi (2008), Prestes (1999) among others. The research participants were teachers lecturing in the Maintenance and Technical Support for the Internet Course, integrated to Middle School in Youth and Adults Education at Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás – Campus Luziânia. Through the Critical and Reconstructive Hermeneutics approach, we seek to understand the context of the training of these teachers, using document study, questionnaire and interview to generate data. It was found that the teacher training policy for PROEJA has been developed in a singular manner in each institution, especially in what concerns to teacher entering the teacher's initial and ongoing training courses to youth and adult education. It was found that many teachers do not know the politics or did not had the opportunity to participate in training programs due to personal and professional issues. At the end of the study by rereading the data produced it its presented possible contributions of the theory of communicative action for teachers training, in order to discuss the possibility of a broader communication in the treatment of teacher training for PROEJA and in the program's deployment. Therefore, we conclude that the proposed teacher training for PROEJA still is a distant perspective in most teachers’ reality, especially when it comes to teachers access and retention in training programs; hence and most of them have no special training to teach in PROEJA. Furthermore, the study points to the need to enrich oriented pedagogical actions to communicative learning in education towards a better understanding on the subject.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rightsA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições: Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.-
Palavras-chave: dc.subjectFormação de educadores-
Palavras-chave: dc.subjectEducação de jovens e adultos-
Palavras-chave: dc.subjectProfessores - formação-
Palavras-chave: dc.subjectPráticas pedagógicas-
Título: dc.titleCompreensões sobre formação docente no âmbito do PROEJA : do discurso estratégico ao discurso comunicativo-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.