Hélices, sistemas, ambientes e modelos: os desafios à Sociologia da Inovação

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.creatorMaciel, Maria Lucia-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:24:46Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:24:46Z-
Data de envio: dc.date.issued2017-12-07-
Data de envio: dc.date.issued2017-12-07-
Data de envio: dc.date.issued2001-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/25816-
Fonte completa do material: dc.identifierhttps://dx.doi.org/10.1590/S1517-45222001000200002-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/631028-
Descrição: dc.descriptionA revolução científico-tecnológica dos últimos vinte anos operou mudanças profundas e aceleradas nas formas de produzir e nas relações sociais que as acompanham. O objeto primordial da Sociologia, a mudança social, adquire complexidade cada vez maior e desafia os potenciais teóricos e metodológicos da disciplina. Esses processos atuais de mudança podem ser sintetizados na expressão "sociedade do conhecimento". A inovação (em seu sentido mais amplo, tecnológico e social) torna-se objeto-chave - tanto para a ciência social quanto para as políticas e estratégias de desenvolvimento. Se no estudo de processos de inovação a sociologia pode construir conceitos com alto poder explicativo para as especificidades de ambientes culturais e político-institucionais, constata-se que a maioria das pesquisas sobre inovação e desenvolvimento até agora realizadas no Brasil ainda não satisfaz as necessidades de compreensão e análise de processos de inovação. Este artigo expõe um conjunto de três fatores intimamente articulados que parecem estar restringindo a capacidade de análise e explicação desses processos, acompanhados por contrapontos estratégicos que visam a enriquecer e potencializar os estudos no campo da inovação.-
Descrição: dc.descriptionThe scientific-technological revolution in the past twenty years has operated deep and fast changes in production ways and in the social relations that follow. Sociology's primary object, i.e., social change, becomes increasingly complex and challenges the discipline's theoretical and methodological potential. Those current processes of change can be summarized in the expression "knowledge society". Innovation (in its broader sense, technological and social) becomes a key object both for social science and for the development of policies and strategies. While sociology can build concepts with a high explanatory power for the specificity of cultural and political-institutional environments though the study of innovation processes, it has been demonstrated that most of the research on innovation and development so far carried out in Brazil does not fulfill the needs of understanding and analyzing innovation processes. This article presents a set of three closely related factors that seem to be restraining the capability to analyze and explain those processes, followed by strategic counterarguments aimed at contributing and strengthening the studies in the innovation field.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Idioma: dc.languagept_BR-
Publicador: dc.publisherPrograma de Pós-Graduação em Sociologia - UFRGS-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Palavras-chave: dc.subjectTeoria sociológica-
Palavras-chave: dc.subjectinovação-
Palavras-chave: dc.subjectsociedade do conhecimento-
Palavras-chave: dc.subjectinterdisciplinaridade-
Palavras-chave: dc.subjectInterdisciplinarity-
Palavras-chave: dc.subjectsocial theory-
Palavras-chave: dc.subjectsociology of innovation-
Palavras-chave: dc.subjecthelices-
Título: dc.titleHélices, sistemas, ambientes e modelos: os desafios à Sociologia da Inovação-
Título: dc.titleHelices, systems, environments and models: challenges to Sociology of innovation-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.