A estratégia saúde da família no município de São Luís : avanços e desafios

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorPinho, Diana Lúcia Moura-
Autor(es): dc.creatorNicolau, Lídia Saldanha-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:21:25Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:21:25Z-
Data de envio: dc.date.issued2010-05-18-
Data de envio: dc.date.issued2010-05-18-
Data de envio: dc.date.issued2009-01-30-
Data de envio: dc.date.issued2009-01-30-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/4663-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/629664-
Descrição: dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2009.-
Descrição: dc.descriptionA Estratégia Saúde da Família propõe uma nova organização dos serviços e ações de saúde a partir da Atenção Básica, com integração das ações programáticas e de demanda espontânea, articulando ações de promoção e vigilância à saúde, prevenção e tratamento de agravos, abordadas de forma interdisciplinar, inseridos em uma rede de serviços que se configura como a porta de entrada do Sistema de Saúde. Dessa forma, ampliando a possibilidade de obter atendimento com qualidade e resolutividade, o que viabiliza o acesso universal caracterizando a territorialização, espaço onde se concretiza a interação e intervenção. O objetivo geral deste estudo é analisar a implantação da Estratégia Saúde da Família, no município de São Luís, no período de agosto de 2007 a abril de 2008, segundo os seus princípios. Trata-se de um estudo exploratório descritivo que foi desenvolvido em duas etapas. Na primeira, foi utilizado fonte de dados secundários do Sistema de Informação da Atenção Básica. As informações possibilitaram definir a população do estudo, assim como o número das equipes cadastradas, e a população adscrita a cada equipe. Na segunda etapa, foi realizada a coleta dos dados primários por meio de entrevistas com os profissionais das equipes de Saúde da Família e os gestores das Unidades Básicas de Saúde. O estudo revelou que a implantação da Estratégia Saúde da Família no município de São Luís foi lenta, se fortalecendo em 2002 a partir do incentivo financeiro do Ministério da Saúde. Ocorreram avanços na distribuição geográfica das equipes de Saúde da Família nos Distritos Sanitários que favoreceu o princípio da equidade. A maioria dos profissionais tinha mais de um ano na equipe, especialização em área afim à Atenção Básica. Chama a atenção o desconhecimento da população adscrita por 24,2% dos entrevistados. O município de São Luís tem 46% de suas equipes responsáveis por mais de 4.000 habitantes. A interdisciplinaridade no atendimento aos usuários demonstrou que ainda persiste o cuidado individualizado, focado na doença, com atendimento baseado na demanda espontânea, pouca ênfase nas ações educativas e de diagnóstico epidemiológico e no planejamento, comprometendo o princípio da integralidade. O monitoramento sistemático das ações desenvolvidas pelas equipes pode contribuir para que a Estratégia Saúde da Família se consolide realmente como uma proposta de reorientação do modelo de saúde. ________________________________________________________________________________________ ABSTRACT-
Descrição: dc.descriptionThe Family Health Strategy proposes a new organization of services and health actions through the Primary Health Care, integrating the programmed actions and the spontaneous demand, creating actions aimed at promotion and surveillance of health, prevention and treatment of conditions, with inter-disciplined approaches, inserted on a service network which is configured as the gateway to the Health System. Consequently, widening the possibility to obtain a quality and effective care service, which grants the right for universal access, characterizing the territorial division where the interaction and intervention occurs. This essay is aimed at analyzing the Family Health Services Implantation Strategy in the city of São Luis, from August 2007 to April 2008, according to its principles. It is a descriptive and explanatory study which was developed in two different stages. On the first stage it was used the secondary databank from the Primary Health Care Information System. This information allowed the definition of the study population, as well as the number of teams enrolled, and the population designated to each team. On the second stage, it was carried out the primary data gathering through interviews with the staff from the Family Health teams and the Primary Health Unity managers. The study revealed that the implantation of the Family Health Program in the city of São Luis was slow, being improved in 2002 since the financial support from the Health Ministry. There were improvements on the Family Health geographical distribution on the sanitary districts, which has favored the equity principle. Most of the professionals had more than a year experience on the team and a post-graduation certificate in an area related to the Primary Health Care. Stands out that 24.2% of the interviewed professionals were unaware of their designated population. The city of São Luis has 46% of its teams responsible for more than 4.000 inhabitants. The interdisciplinarity during the patients care has shown the persisting idea of individualized care, focused on the condition with a spontaneous demand based care, poorly emphasizing the educational actions, the epidemiologic diagnosis and planning, compromising the integrality principle. The systematic monitoring of the developed actions by the teams may contribute to the Family Health Strategy steady consolidation as a remodeling proposal to the health model.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Palavras-chave: dc.subjectSaúde pública - São Luis (MA)-
Título: dc.titleA estratégia saúde da família no município de São Luís : avanços e desafios-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.