Veranicos no estado do Mato Grosso : análise da variabilidade espaço-temporal e modelagem estatística

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorLima, Carlos Henrique Ribeiro-
Autor(es): dc.creatorPertussatti, Caroline Alvarenga-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:19:11Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:19:11Z-
Data de envio: dc.date.issued2014-08-08-
Data de envio: dc.date.issued2014-08-08-
Data de envio: dc.date.issued2014-08-08-
Data de envio: dc.date.issued2013-11-29-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/16052-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/628748-
Descrição: dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, 2013.-
Descrição: dc.descriptionEm regiões marcadas por agricultura de sequeiro, conhecer os padrões de precipitação é fundamental para o gerenciamento da produção agrícola e a gestão dos recursos hídricos. Dentre as variáveis que caracterizam a precipitação, aparecem os veranicos, definidos como uma sequência de dias secos durante a estação chuvosa. Busca-se, nesse trabalho, aprofundar o entendimento da variabilidade da precipitação no Mato Grosso a partir da análise dos veranicos, incluindo modelagem estatística do fenômeno. Para 158 estações pluviométricas (dados diários a partir de 1970), definiu-se veranico no período chuvoso (outubro a março) como uma sequência de dias consecutivos com precipitação inferior a 0,5 e 10 mm. Os veranicos foram caracterizados a partir das estatísticas: frequências relativas de dias secos ( FS ) e de veranicos maiores ou iguais a 10 dias ( F10 ); comprimentos médio mensal (VMM ), médio sazonal (VM ) e máximo mensal (VMaxM ); e dia de início do veranico de maior comprimento (DIM). A distribuição espacial das estatísticas indicou um gradiente crescente norte a sul/sudoeste, com maiores comprimentos e frequências relativas no Pantanal Mato-grossense e menores na Amazônia. O aumento do valor-limite de 0 para 5 e 10 mm ocasionou o aumento dos valores das estatísticas, porém sem alteração significativa no gradiente. Em outubro e novembro ocorreram os maiores comprimentos médios e máximos. Uma distribuição geométrica foi então ajustada à frequência de ocorrência para representar a dinâmica da ocorrência de veranicos. A análise interanual das variáveis relativas as estatísticas descritas mostrou que grande parte das estações não apresenta tendência monotônica estatisticamente significante. Os veranicos tendem a começar, em média, primeiro na região norte e prosseguem para a região sul. Observou-se, também, variação intrassazonal indicando quatro sub-regiões com padrões similares: sudeste, sudoeste, nordeste e noroeste. A partir desses resultados, ajustou-se um modelo de regressão logística para determinar a probabilidade de ocorrência de um veranico de comprimento especificado. Este trabalho contribui para uma melhor compreensão e modelagem dos veranicos no Mato Grosso, fornecendo um novo entendimento sobre as variações pluviométricas no estado e consequentemente um potencial subsídio para melhor gestão da agricultura e recursos hídricos na região. ______________________________________________________________________________________ ABSTRACT-
Descrição: dc.descriptionIn regions with dry farming, the knowledge of the patterns of precipitation is critical to the management of agricultural production as well and management of water resources. Among the variables that characterize the precipitation, there are the dry spells that is defined as a sequence of dry days during the rainy season. In this work, the aim is to deepen the understanding of the rainfall variability in the state of Mato Grosso from the analysis of dry spells, including statistical modeling of the phenomenon. For 158 rainfall stations (daily data from 1970), dry spells is defined in the rainy season (October to March) as a sequence of consecutive days with precipitation below 0, 5 and 10 mm. Dry spells were characterized by the statistics: relative frequency of dry days ( FS ) and of dry spells greater than or equal to 10 days ( F10 ), average of the monthly lengths (VMM ), average of the monthly seasonal lengths (VM ), monthly maximum lengths (VMaxM ) and start day of dry spells of maximum length (DIM). The spatial distribution of the indices indicated an increasing gradient north to south/southwest, with higher average and maximum lengths and frequencies for the Pantanal and the opposite in the Amazon. The increase of the threshold of 0 to 5 and 10 mm caused the increase of the values of these statistics but with no significant change in gradient. In October and November occurred the major average and maximum monthly lengths. A geometric distribution was fitted for the frequency of occurrence to represent the dinamics of occurrence of dry spells. The interannual analysis of the variables relative to the described statistics showed that most part of the stations do not present any statistically significant monotonic trend. Dry spells tend to start, on average, first in the northern region and then continue to the south. Also it was observed a seasonal variation indicating four sub-regions with similar patterns: southeast, southwest, northeast and northwest. From these results, a model of logistic regression was adjusted to determine the probability of occurrence of an dry spell of a specified length. This work contributes to a better understanding and modeling of dry spells in Mato Grosso, providing a new understanding of the rainfall variations in the state and consequently a potential subsidy for better management of agriculture and water resources in the region.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Direitos: dc.rightsA concessão da licença deste item refere-se ao termo de autorização impresso assinado pelo autor com as seguintes condições:Na qualidade de titular dos direitos de autor da publicação, autorizo a Universidade de Brasília e o IBICT a disponibilizar por meio dos sites www.bce.unb.br, www.ibict.br, http://hercules.vtls.com/cgi-bin/ndltd/chameleon?lng=pt&skin=ndltd sem ressarcimento dos direitos autorais, de acordo com a Lei nº 9610/98, o texto integral da obra disponibilizada, conforme permissões assinaladas, para fins de leitura, impressão e/ou download, a título de divulgação da produção científica brasileira, a partir desta data.-
Palavras-chave: dc.subjectPrecipitação (Meteorologia)-
Palavras-chave: dc.subjectChuvas-
Palavras-chave: dc.subjectMudanças climáticas-
Título: dc.titleVeranicos no estado do Mato Grosso : análise da variabilidade espaço-temporal e modelagem estatística-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.