Nos limites da saúde mental : a loucura na perspectiva do discurso bioético

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorGuilhem, Dirce Bellezi-
Autor(es): dc.creatorDettoni, Josenir Lopes-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:15:38Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:15:38Z-
Data de envio: dc.date.issued2009-03-05-
Data de envio: dc.date.issued2009-03-05-
Data de envio: dc.date.issued2009-03-05-
Data de envio: dc.date.issued2007-07-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/1433-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/627328-
Descrição: dc.descriptionDissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2007.-
Descrição: dc.descriptionEste trabalho tem como objetivo investigar a sistematização teórica acerca da loucura a partir do atual discurso bioético. Foi desenvolvida uma pesquisa qualitativa, utilizando-se a técnica de revisão sistemática de artigos científicos publicados e indexados em bases de dados. Buscou-se explicitar a relação existente entre os campos da Bioética e da saúde mental e em seguida, para contextualizar os resultados encontrados, analisou-se a historicidade da concepção da loucura e os tratamentos tradicionalmente utilizados para seu enfrentamento. Os resultados obtidos apontam para a existência de grande variedade de temas relacionados ao foco desta pesquisa, ainda que de sistematização incipiente: autonomia e determinação de competência dos doentes mentais; predição genética de doenças mentais; níveis de culpabilidade; políticas públicas de saúde mental; terapêutica e ética psiquiátricas; preconceito e estigmatização da doença e do doente mental. O trabalho sugere uma maior discussão sobre a loucura e saúde mental no campo da Bioética e pretende contribuir para ampliar o conhecimento nesse tema. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT-
Descrição: dc.descriptionThe present dissertation has as objective an investigation of the theoretical systemization concerning the madness starting from the current bioethics speech. A qualitative research was developed, using the technique of published and systematic indexed scientific article revision in databases. One searched to explicit the existing relation enters the fields of the bioethics and of the mental health and after that, to contextualized the found results, it was analyzed history of the conception of madness and the traditionally used treatments for its confrontation. The obtained results indicate great variety of related themes, although of incipient systemization: autonomy and determination of competence of the mental patients; genetic prediction of mental diseases; guilt levels; public politics of mental health; therapeutics and psychiatric ethics; prejudice and stigma of the disease and of the mental patient. The text suggests a larger discussion about the madness and mental health in the field of the bioethics and he wants to contribute to improve knowledge at this theme.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Palavras-chave: dc.subjectSaúde mental-
Palavras-chave: dc.subjectBioética-
Palavras-chave: dc.subjectTranstornos mentais-
Palavras-chave: dc.subjectDoentes mentais-
Título: dc.titleNos limites da saúde mental : a loucura na perspectiva do discurso bioético-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.