Reprodução assistida, bioética e discurso científico : estratégias discursivas da revista Veja nos anos 2001 e 2002

Registro completo de metadados
MetadadosDescriçãoIdioma
Autor(es): dc.contributorGuilhem, Dirce Bellezi-
Autor(es): dc.contributorMoura, Dione Oliveira-
Autor(es): dc.creatorBonfim, Jonilda Ribeiro-
Data de aceite: dc.date.accessioned2021-10-14T18:08:30Z-
Data de disponibilização: dc.date.available2021-10-14T18:08:30Z-
Data de envio: dc.date.issued2011-05-31-
Data de envio: dc.date.issued2011-05-31-
Data de envio: dc.date.issued2011-05-31-
Data de envio: dc.date.issued2003-12-16-
Fonte completa do material: dc.identifierhttp://repositorio.unb.br/handle/10482/8137-
Fonte: dc.identifier.urihttp://educapes.capes.gov.br/handle/capes/624460-
Descrição: dc.descriptionDissertação (mestrado)-Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2003.-
Descrição: dc.descriptionEste trabalho tem como objetivo apresentar as estratégias discursivas sobre Reprodução Humana Assistida, presentes nos textos da revista Veja, nos anos 2001 e 2002. Sob a perspectiva de discurso de Michel Foucault, a análise de discurso aqui desenvolvida foi operacionalizada por meio de duas técnicas: análise das séries discursivas e análise enunciativa. Descreve a derivação enunciativa da Bioética, onde as discussões de Reprodução Assistida se fazem presentes, sob a abordagem da teoria Ética, cuja regularidade sobrepõe o aspecto ético-normativo. A pesquisa identifica nos textos de Reprodução Assistida, estratégias discursivas que circulam e se relacionam com a publicidade, com temas étnicos-raciais, clínico-médico, ético-normativo, interesses e serviços, campanha e família. Estas séries discursivas fazem parte das reflexões sobre reprodução assistida que estão entre as preocupações da Bioética. A análise enunciativa dos textos identifica como os mecanismos das estratégias discursivas lançam em praça pública o discurso científico, com seus modos de tradução, suas retóricas para facilitar o entendimento do leitor leigo, como também para atender a interesses inerentes ao próprio processo produtivo do jornalismo. As estratégias discursivas se articulam com o campo científico, mas mantém relativa autonomia discursiva. A dissertação quer contribuir nas discussões da Bioética, de modo que a mídia seja entendida como instância de mediação entre o pensar e o agir da ciência e a existência social. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT-
Descrição: dc.descriptionThis dissertation focus on discourse strategies about Assisted Human Reproduction, as they appear in Veja magazine during the years 2001 and 2002. Discourse analysis, as it is worked out here, is based on Foucault’s conceptions and it employs two techniques: discourse series analysis and enunciation analysis. The dissertation describes derivations of enunciation stemming from Bioethics, considering that its regularity prevails on the normative aspect. As the research points out, those reports about assisted reproduction develop series of discourse which pass through and are related with advertising and topics such as ethnicity, race, medical-clinical procedures, Ethics, regulations, interests, campaigns and family. Those series of discourse take part on reflections about assisted reproduction that are among the concerns of Bioethics. The enunciation of the reports describe how those discourses are made public with arrangements that favours comprehension by lay readers, being also adapted to the interests of journalistic production. Journalistic discourse strategies, as the analysis reveals, has some relation with the discourse of Science, but it also bears certain autonomy. This dissertation aims to contribute with studies on Bioethics, so that the media can be considered a set of institutions of mediation between the thought and action of Science and social life.-
Formato: dc.formatapplication/pdf-
Direitos: dc.rightsAcesso Aberto-
Palavras-chave: dc.subjectBioética-
Palavras-chave: dc.subjectReprodução humana-
Título: dc.titleReprodução assistida, bioética e discurso científico : estratégias discursivas da revista Veja nos anos 2001 e 2002-
Tipo de arquivo: dc.typelivro digital-
Aparece nas coleções:UNB

Não existem arquivos associados a este item.